Intercâmbio de Inglês: Como funciona, preços, destinos e mais!

Intercâmbio de inglês é a opção mais comum e recorrente entre os brasileiros querendo estudar fora. Não a toa, afinal, falar inglês é chave para muitas portas no mercado de trabalho e em outras coisas.

Fazer um curso de inglês no exterior é mais fácil e barato do que parece. O processo de visto, pré-requisitos e aquisição do curso são simples. Uma viagem de intercâmbio de 1 mês, por exemplo, fica quase o mesmo preço que uma viagem de férias. Para aqueles que querem trabalhar fora, existem alternativas para vários tipo de intercâmbio de inglês.

O Intercâmbio & Viagem tem tudo que você precisa para seu intercâmbio de inglês, este artigo é um resumo para quem quer conhecer todas as possibilidades!

Vamos em frente?

Como funciona um Intercâmbio de inglês

A primeira coisa é saber como funciona um intercâmbio de inglês, ou seja, como é organizado o curso que você vai ter no exterior. Existem basicamente duas opções: cursos fechados ou contínuos.

Os cursos contínuos são os mais comuns. Neste tipo de curso, as aulas são uma espécie de looping infinito. Ou seja, existe uma “sala de aula” que estará sempre estudando um nível de idioma. Se o nível é programado para ser ensinado em 3 meses, a cada 3 meses aquela turma vai recomeçar o livro para aquele patamar e terá alunos começando toda semana.

Sendo assim, quando você começar chegar no seu país de destino para começar a estudar, talvez comece da metade do curso (e de um livro) para frente. E quando o livro terminar, você vai aprender o que está no começo.

Parece maluco né?

Mas faz sentido, porque tem gente chegando e saindo toda semana e seria impossível organizar as turmas para isso. Por outro lado, quem vai começar a estudar inglês do zero, isso pode ser um pouco confuso.

A outra opção, é pegar cursos fechados ou como inícios programados. Ou seja, em algumas escolas tem turmas começando periodicamente e você não pode começar a qualquer momento. Usualmente, neste casos as turmas são abertas mensalmente.

Em ambos os casos, a primeira coisa que você vai fazer é um teste de nível, seja no Brasil, seja ao chegar no seu primeiro dia de aula.

Quais as principais tipos de intercâmbio de inglês

A primeira divisão para os tipos de curso é a sua idade: maior ou menor de idade.

Para maiores de 18 anos, os cursos de inglês basicamente poderão ser como quiserem. Existem alternativas para trabalhar enquanto estuda em que você vai com o trabalho garantido, como o caso do Au Pair e o TRUE, que já falamos aqui.

Para quase todos os destinos, você consegue fazer cursos de 1 ou 2 semanas, até cursos de 1 mês, 2 meses, 3 meses, 6 meses ou até mesmo 1 ano, nos formatos que expliquei anteriormente. Ou seja, em cursos fechados ou com turmas contínuas.

Outras opções, muito comuns, são os países que dá direito a um “visto de trabalho” enquanto você estuda inglês. É o caso de Irlanda, Austrália e Nova Zelândia.

Intercâmbio de inglês com opção de trabalho, normalmente são para cursos mais longos.

Trinity College em Dublin, Irlanda
Trinity College em Dublin, Irlanda

Outra opção é o intercâmbio com trabalho voluntário. Para estudar inglês o destino mais comum é a África do Sul. Apesar de termos a ideia de que o intercâmbio voluntário vai ser gratuito ou ao menos mais barato, isso nem sempre é verdade. Faz parte do trabalho voluntário uma doação para as instituições, assim como pagar pelos seus custos no local (entenda aqui mais sobre intercâmbio voluntário).

Para os menores de idade, as opções mais comuns são os cursos de férias (também chamados de Summer ou Winter). São intercâmbios de inglês de 1 a 3 meses e que tem um pacote fechado de estudos, estadia e uma programação específica que pode ser de trabalho ou de atividades puramente recreacionais.

Existem também cursos de inglês no exterior para menores de idade em qualquer época do ano, apesar de se serem menos comuns. A demanda alta mesmo é no período do férias.

Quais os principais destinos

Na cabeça de todo mundo quando começa a pensar em intercâmbio, EUA, Canadá e Inglaterra são os primeiros destinos a aparecer. Porém, segundo pesquisa recente da Belta, os 5 principais destinos na ordem são: Canadá, EUA, Austrália, Irlanda e Reino Unido.

Vale dizer que isso depende muito do tipo de intercâmbio e da idade do intercambista.

Para menores de idade, Canadá e EUA são de fato os mais procurados e tem ótimas opções. Para maiores de idade, apesar de EUA e Canadá continuarem sendo opções interessantes e muito procuradas, acabam sendo melhores para cursos de até 3 meses de duração. Isso porque, como eu já comentei aqui, Irlanda, Austrália e Nova Zelândia dão acesso a trabalho para cursos de maior duração, o que é uma ótima opção para reduzir o investimento total (ou até recuperar o dinheiro) do intercâmbio de inglês.

Veja aqui como escolher seu destino de intercâmbio e uma grande lista de comparação entre os principais destinos.

Para quem quer trabalhar, certamente a Irlanda é o caminho mais curto e barato.

Pelas razões que vem a seguir! 🙂

Como são os vistos para intercâmbio de inglês

Obviamente, os vistos de para cada país varia de uma maneira ou de outra. De maneira geral, para intercâmbios de até 3 meses para a Europa (Irlanda, Inglaterra, Escócia, Malta), assim como África do Sul, você não vai precisar de visto específico. Poderá estudar apenas com seu passaporte brasileiro, com o nosso direito de 90 dias de turismo sem visto para toda comunidade Européia e alguns outros países.

Para Austrália, EUA, Canadá e Nova Zelândia, sempre é necessário visto para seu intercâmbio. Assim como cursos de maior duração na Europa, o que você precisará para o visto é comprovar capacidade financeira para se manter no país. Mesmo que o país te dê direito a trabalhar, eles te pedem a comprovação financeira, afinal de contas ninguém garante que você vai achar um trabalho, certo? (No fim, normalmente você provavelmente vai conseguir um trabalho, maaaas, a imigração não pode garantir isso).

Quanto custa um intercâmbio de inglês

Bom, como eu disse, um intercâmbio de inglês é mais acessível do que parece. De qualquer forma, mesmo um intercâmbio barato é um investimento importante para a maior parte das pessoas.

O curso em si pode custar R$ 1 mil e com cerca de R$ 7 mil você pode começar a pensar em um intercâmbio de 2 semanas no Canadá, por exemplo. Todo mundo que fala para mim que vai fazer um intercâmbio de 15 dias, eu sempre incentivo a gastar 2 ou 3 mil reais a mais e ficar pelo menos um mês. Nem sempre é possível, mas é um investimento muito melhor.

Para um intercâmbio de intercâmbio com direito a trabalho, a opção mais barata e fácil é a Irlanda. Com R$ 25 mil reais você tem direito a ficar 8 meses em Dublin (ou Cork, ou Galway etc.), com a opção de trabalhar.

Simulador Online de Orçamento e Preços de Intercâmbio

Aqui tem mais algumas opções, mas a melhor forma é acessar nosso simulador de intercâmbio e testar todas os destinos e durações! 🙂

Veja aqui os 7 passos para planejar seu intercâmbio!

Pronto para seu intercâmbio em inglês? Preencha o formulário abaixo e fale com diversas agências de uma só vez, receba várias cotações e destinos e prepare-se para embarcar!

Homero Carmona

Blogueiro desde 2008, ano em que fez seu primeiro intercâmbio e começou a viajar por aí! Atualmente coleciona mais de 40 países no seu passaporte e sonha conhecer todos os 200 e poucos por este mudão a fora... Seu hobby é fazer com que mais gente viaje, todo dia, cada dia mais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *