Viajando, na simplicidade ou no luxo, sempre uma experiência única!

Dia desses estava pensando nas viagens que me marcaram e percebi que aquela frase “a felicidade está nas coisas simples da vida” faz muito sentido por vezes, mas isso não quer dizer que as coisas nem tão simples assim também não sejam momentos especiais. Existem viagens e ocasiões que nos marcam de maneira definitiva e, as vezes, não conseguimos nem explicar o porquê!

Para quem já leu este blog antes, sabe que sou simplesmente fanático pelo por do sol e, em um momento de viagem de “luxo”, me vi assistindo ao por do sol no alto da Torre Eiffel em Paris. Eu me lembro de ficar completamente fora de controle, dando voltas e mais voltar no topo da torre, pois a cada nova volta, o sol baixava mais um pouquinho e as luzes da cidade mudavam. Todos querem ir a Paris um dia, mas para mim, não era uma prioridade e aquele momento ficou marcado para sempre pra mim.

O por do sol no topo Torre Eiffel, Paris, França
O por do sol no topo Torre Eiffel, Paris, França

Por outro lado, certa vez fui a Carrancas, sul de Minas Gerais. Fui para lá buscando a exuberância das diversas cachoeiras da região e fiquei uma pousada bem bacana no alto de uma montanha – vista do por do sol e tudo mais. PORÉM, a lembrança mais doce que tenho desta viagem é uma pequena cafeteria no centro da cidade. Fui amavelmente atendido por uma senhorinha negra, com uma café maravilhoso e um docinho fantástico, e no final paguei menos de R$10 para duas pessoas. Foi tão marcante, que literalmente cacei uma “cafeterinha” igual ao que ela me serviu.

Coador de café em Carrancas, MG

Por fim, sem muito glamour, mas com um investimento também alto, certa vez fui à Bulgária, cidade de Sofia. Fazia parte do meu mochilão pelo Leste Europeu, uma viagem que me marcou por diversas vezes: Sarajevo, Montenegro, Sérvia, Kosovo… Porém, hoje em dia, a Bulgária é praticamente um buraco negro da minha cabeça. Não me lembro de nada relevante…

A Bulgária foi uma exceção, é verdade! Pois tudo isso é para dizer que as vezes depositamos nossas expectativas e achamos que momentos felizes estão vinculados a sua dificuldade, a sua distância e a seu preço. Posso dizer, sem sombra de dúvida, que os momentos Carrancas e Paris dividem espaço igual em minha memória e meu coração. Vou continuar viajando, para todo e qualquer lugar, sempre em busca de momentos como estes!

Ah… Lembrei de algo de Sofia, os famosos ovos pintados…

Ovo Búlgaro, maior lembrança de Sofia
Ovo Búlgaro, maior lembrança de Sofia

Homero Carmona

Blogueiro desde 2008, ano em que fez seu primeiro intercâmbio e começou a viajar por aí! Atualmente coleciona mais de 40 países no seu passaporte e sonha conhecer todos os 200 e poucos por este mudão a fora... Seu hobby é fazer com que mais gente viaje, todo dia, cada dia mais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *