Curiosidade: Vida em comunidade e ensino nos EUA

Duas coisas que diferem essencialmente o Brasil de outras nações é o nosso sentimento de egoísmo, de egocentrismo – estamos dispostos a fazer só aquilo que nos beneficia diretamente, e também, a nossa mania de transferir a responsabilidade de tudo para o governo.

Certa vez, um curitibano que mora em uma cidade média dos EUA – aprox. um milhão de habitantes, comentava sobre o sistema de educação do País. Em tempo, não sei até que ponto é uma verdade tuuuudo o que ele falou, mas o que mais importa neste caso é a PERCEPÇÃO que ele tem do ensino e da comunidade.

A educação nos EUA

Segundo ele, nos EUA existe uma ranking nacional de educação em que todas as escolas são pontuadas, e obviamente, as melhores escolas públicas são as mais procuradas. E tanto governo quanto comunidade ao redor da escola, fazem de tudo para que a escola seja bem avaliada.

Para morar próximo a uma escola pública bem valorizada, paga-se caro pelo imóvel, afinal, todos os pais querem morar perto da escola de seus filhos. Aumenta a demanda, aumenta o valor.

Pois bem, sabendo que a escola valoriza suas casas, o que os pais querem? Valorizar a escola, afinal, isso pode significar dinheiro no bolso em alguns anos quando seus filhos forem a faculdade. E para isso, tem dois sintomas positivos gerados na comunidade.

  • Alunos dedicados: os pais se dedicam a que seus filhos sejam alunos exemplares, para que nos testes e avaliações, a escola seja bem ranqueada.
  • Comunidade dedicada: todos sabendo que suas casas são valorizadas, que seus filhos serão valorizadas, etc., fazem questão de valorizar a escola. Por exemplo, este pai de família comentava que nas últimas férias ele e tantos outros pais fizeram um multirão para trocar a grama do campo de futebol, pintar faixas no estacionamento da escola etc.

ISSO É VIVER EM COMUNIDADE! ISSO É AGIR EM VEZ DE ESPERAR O GOVERNO OU ALGUÉM RESOLVA O SEU PROBLEMA! ISSO É “DO IT YOURSELF”!(Faça Você)

Pelo lado do governo – que deixei por último por ser menos importante no contexto – é sabido que se tiver escolas mais bem ranqueadas, fatalmente vão atrair mais pessoas, famílias com maiores rendas e farão com que a economia local gire.

É BRILHANTE! É também o oposto do que ocorre no Brasil.

No Brasil, as escolas de qualidade são instaladas onde existe dinheiro e uma economia desenvolvida… E isso faz sentido, pois escolas de qualidade no Brasil normalmente são sinônimos de “escolas particulares”, e para estas instituições, ensino não é só um pilar da sociedade, é também dinheiro.

Esta é uma reflexão sobre as escolas… mas de maneira geral, o que poderíamos estar fazendo para melhorar a nossa comunidade? Ajudar na conservação da praça perto de casa, manter as calçadas e assim por diante…

PS:
… é meio feio só que preciso confessar que este artigo escrevi a partir de uma conversa que escutei na fila de embarque de um vôo, mas ela só confirma algumas coisas que nós já sabemos, só que as vezes convenientemente esquecemos.

Eu na sala de aula... No Brasil mesmo, fazer o que! hehe
Eu na sala de aula… No Brasil mesmo! hehe

Homero Carmona

Blogueiro desde 2008, ano em que fez seu primeiro intercâmbio e começou a viajar por aí! Atualmente coleciona mais de 40 países no seu passaporte e sonha conhecer todos os 200 e poucos por este mudão a fora... Seu hobby é fazer com que mais gente viaje, todo dia, cada dia mais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *