[GUIA] Trabalhar na Nova Zelândia: Visto, Salários, Cultura e mais!

Antes de mais nada, trabalhar na Nova Zelândia é uma ótima opção para quem busca passar um tempo fora do Brasil enquanto estuda e aprimora o inglês.

Isso porque o país possui a necessidade de mão de obra: apenas a população neozelandesa economicamente ativa não é suficiente para girar o mercado.

Além disso, a Nova Zelândia possui uma baixa taxa de desemprego. Dessa forma, se você possui as habilidades necessárias, este é um ótimo indicativo.

Ainda mais, as paisagens espetaculares, a cultura distinta, as cidades modernas e a permissão para trabalho fazem do intercâmbio na Nova Zelândia uma das melhores experiências possíveis, acredite.

Entretanto, isso não significa que seja absolutamente fácil encontrar um emprego por lá. Por isso, você precisa se manter sempre dentro da lei e se atentar a todos os requisitos.

Portanto, neste artigo está tudo o que você precisa saber se está procurando oportunidades de trabalho na Nova Zelândia. Confira!

Menu: Trabalhar na Nova Zelândia

Quem pode trabalhar na Nova Zelândia?

Quem pode trabalhar na Nova Zelândia?
Quem pode trabalhar na Nova Zelândia?
  • Estudantes matriculados em cursos com no mínimo 14 semanas de duração e carga horária de 20 horas semanais
  • Quem possui visto de trabalho
  • Residentes
  • Recém-formados

Antes de mais nada, a boa notícia é que sim, você pode trabalhar e estudar na Nova Zelândia! 

Nesse sentido, basta que você esteja frequentando qualquer curso que tenha pelo menos 14 semanas de duração e uma carga horária mínima de 20 horas semanais, podendo ser desde cursos de inglês até cursos de graduação ou pós-graduação.

Entretanto, é importante lembrar que há uma limitação na carga horária: quem estuda pode trabalhar por, no máximo, 20 horas semanais. Ou seja, apenas em empregos part-time.

Para estudantes de cursos com duração superior a 12 meses, contudo, é possível trabalhar em período integral durante as férias acadêmicas.

Além disso, quem conclui a graduação na Nova Zelândia possui várias opções de vistos para estender o tempo de permanência no país enquanto busca por opções de emprego ou aperfeiçoamento.

Vistos com acesso a trabalho na Nova Zelândia

  • Visto de estudante até 6 meses
  • Visto de estudante + 6 meses
  • Work Holiday Visa
  • Work Permit Visa
  • Visto de trabalho pós-estudo

Visto de estudante até 6 meses

Em primeiro lugar, o visto para estudo é o ideal para quem deseja estudar e trabalhar na Nova Zelândia.

Com ele, você pode trabalhar até 20 horas por semana durante o período letivo, e até 40 horas semanais durante as férias, caso o seu curso tenha duração maior que um ano.

É importante lembrar, contudo, que o curso precisa ter pelo menos 14 semanas de duração e uma carga horária mínima de 20 horas semanais.

Ainda mais, a aplicação do visto é online e não é mais necessário enviar o passaporte à embaixada para a emissão: o visto agora é uma carta que você recebe por e-mail.

Além disso, o valor para a emissão do visto era de 225 dólares neozelandeses no momento desta pesquisa.

Por fim, para obter esse tipo de visto é necessário preencher alguns requisitos. Confira quais são:

  • Possuir um passaporte válido e com validade de no mínimo 3 meses após a data prevista para saída.
  • Anexar uma foto 3×4.
  • Comprovar o vínculo com alguma instituição de ensino. Nesse sentido, é necessário apresentar a carta de oferta da escola ou universidade e o recibo de pagamento integral do curso.
  • Preencher este formulário do governo neozelandês.
  • Comprovar possuir recursos financeiros suficientes, isto é, NZD 1.250,00 para cada mês de permanência na Nova Zelândia. Em suma, é preciso apresentar extratos bancários dos últimos 6 meses, declaração de Imposto de Renda e comprovantes de hospedagem.
  • Possuir um seguro saúde/viagem.
  • Preferencialmente, apresentar as passagens de ida e volta.

Visto de estudante + 6 meses

A princípio, essa modalidade de visto para estudos é muito semelhante à anterior: possui a mesma permissão de trabalho, a mesma forma de aplicação e também custa AU$620.

Além disso, o visto de estudante para mais de 6 meses possui todos os requisitos que o visto para menos de 20 semanas possui. A diferença é que ele possui um requisito a mais: exames médicos.

Portanto, para obter o visto de estudos para mais de 6 meses na Nova Zelândia, é preciso comprovar o estado da sua saúde ao governo neozelandês.

O médico responsável pelos exames deve ser credenciado pela imigração neozelandesa. Além disso, o processo é online e você precisará preencher um formulário de consentimento e declaração no momento da consulta. Você pode encontrar um médico cadastrado aqui.

Ainda mais, a consulta médica costuma custar por volta de R$ 400,00 e os exames precisam ser realizados em lugares credenciados, a fim de que os laudos saiam em inglês.

Confira os exames necessários:

  • Entre 6 meses a 1 ano – Raio X do pulmão atestando que você não tem tuberculose. Custo de aproximadamente: R$ 365,00
  • Mais de 1 ano – Neste caso, será um atestado médico completo com o raio x do pulmão, exame de sangue e urina.

Work Holiday Visa – Trabalhar nas férias

Antes de mais nada, o Work Holiday Visa é um dos vistos mais cobiçados para trabalhar na Nova Zelândia. 

Isto porque ele é um dos que permitem a maior flexibilidade: com este visto você pode optar por trabalhar, estudar ou simplesmente viajar.

Com o Work Holiday Visa você pode estudar por até 6 meses e trabalhar por até 3 meses em cada empregador.

Contudo, nada é tão fácil, e obter este visto também não é. São apenas 300 vagas concedidas por ano, para jovens de 18 a 30 anos, e normalmente acabam em minutos.

Por isso, é essencial se familiarizar com os documentos que serão solicitados e deixar tudo agilizado para a hora da aplicação.

Work Permit Visa

Em primeiro lugar, o Work Permit Visa, ou visto para trabalho, é o que permite de maneira mais específica o trabalho em período integral na Nova Zelândia.

Entretanto, ele também não é tão prático de se obter. Para isso, é necessário que você tenha um sponsor, isto é, um “patrocinador” que te ofereça um contrato de trabalho e ainda justifique à imigração o porquê da sua contratação.

Infelizmente, conseguir um trabalho na Nova Zelândia remotamente (estando fora do país) é mais difícil e muito improvável. Por isso, a maioria das pessoas preferem trabalhar enquanto estudam no país, utilizando assim o visto de estudante.

Por fim, este tipo de visto para trabalhar na Nova Zelândia é mais comum para regiões onde a mão de obra é escassa.

Visto de trabalho pós-estudo

Por fim, também há a possibilidade de obter um visto de trabalho temporário após concluir algum curso na Nova Zelândia.

Para isso, você precisa ter estudado por no mínimo 2 anos em programas dos níveis 4 a 6 (programas de nível técnico) ou por no mínimo 1 ano em programas de nível 7 ou superior (graduação e pós-graduação).

Assim, após a conclusão você terá direito ao Visto de Trabalho Pós-Estudo (Post Study Work Visa Open) com validade de 1 ano.

Além disso, se durante esse ano de trabalho você conseguir um emprego relacionado com o curso concluído, você poderá obter o Visto de Trabalho Pós-Estudo Suportado pelo Empregador (Post Study Work Visa Employer Assisted) com validade de mais 2 anos.

Quais os salários na Nova Zelândia?

Em 2021, o salário mínimo na Nova Zelândia é de NZ$18,90 a hora.

O salário mínimo na Nova Zelândia é estabelecido de forma diferente do nosso: por hora. Mas fazendo as contas, em um trabalho part-time (20 horas semanais) o salário mensal seria cerca de NZ$1.512,00 – R$ 6.124,38, segundo a cotação atual.

Assim, confira abaixo algumas opções de empregos na Nova Zelândia e seus salários:

ProfissãoSalário
Lavador de pratosa partir de NZ$ 17,00 / hora
Baristaa partir de  NZ$ 17,50 / hora
Garçoma partir de  NZ$ 17,00 / hora
Auxiliar de cozinhaa partir de  NZ$ 17,00 / hora
Construção civila partir de  NZ$ 20,00 / hora
EletricistaNZ$ 25,00 / hora

Profissões em demanda para trabalhar na Nova Zelândia

Em primeiro lugar, trabalhar na Nova Zelândia tem sido a escolha de muitos brasileiros que desejam melhores condições de vida ou uma experiência internacional. Mas você conhece quais são as profissões mais em alta no país?

Segundo o site da imigração neozelandesa, essas são as habilidades mais procuradas em estrangeiros que desejam trabalhar na Nova Zelândia: 

Profissões em demanda para trabalhar na Nova Zelandia
Profissões em demanda para trabalhar na Nova Zelândia

Como encontrar emprego na Nova Zelândia?

A princípio, como em todo lugar, a indicação é sempre o melhor caminho. Assim, para os empregos com menor especialização, o que mais acontece é você conseguir uma vaga onde alguém te indicou.

Além disso, uma das maneiras mais comuns de encontrar um emprego na Nova Zelândia é utilizando sites famosos para a busca de vagas. Confira alguns:

Regras de trabalho na Nova Zelândia

Em suma, além do salário mínimo, a Nova Zelândia possui algumas outras leis trabalhistas. Confira!

  • Direito a férias remuneradas de 4 semanas após 12 meses de trabalho contínuo (annual holidays);
  • Licença remunerada de 3 dias em caso de morte de algum familiar;
  • Direito a licença médica remunerada de até 5 dias por ano;
  • Ainda mais, o seu empregador deve garantir que o local de trabalho é seguro, fornecendo EPIs e treinamento adequado.

Melhores cidades para trabalhar na Nova Zelândia

Em primeiro lugar, todas as cidades possuem boas oportunidades, tudo depende do perfil de intercâmbio que você está planejando.

Enquanto as áreas mais afastadas possuem uma mão de obra mais escassa, podendo precisar de profissionais internacionais até mesmo para residência permanente, as cidades mais centrais e populosas costumam ter mais vagas e oportunidades.

Nesse sentido, a capital, Wellington, é sem dúvidas uma das cidades mais procuradas por quem deseja estudar e trabalhar na Nova Zelândia. Além disso, o clima quente e tropical lembra muito o do Brasil.

Ainda mais, a maior metrópole do país, Auckland, também é uma das opções mais populares, devido à sua economia estável e aquecida.

Por fim, há também Christchurch, a mais britânica das cidades neozelandesas, e Queenstown, uma cidade encantadora no interior da Nova Zelândia.

Conclusão sobre trabalhar na Nova Zelândia durante o intercâmbio

Em suma, trabalhar na Nova Zelândia durante o intercâmbio é uma ótima oportunidade de adquirir experiência internacional, fazer uma imersão cultural mais profunda e ainda conseguir uma grana extra para viajar ou reduzir os custos do intercâmbio.

Nesse sentido, a forma mais simples e segura de trabalhar na Nova Zelândia é a partir do visto de estudante, que permite uma carga horária de até 20 horas semanais durante o período letivo.

Por fim, o país possui várias leis trabalhistas que protegem tanto empregados quanto empregadores, como a fixação de um salário mínimo, regras quanto a férias e afastamentos, etc.

Que tal? Vamos para a Nova Zelândia? =D

Faça como mais de 50 mil pessoas. Preencha o formulário abaixo e fale com várias agências de intercâmbio de uma só vez. Receba diversas ofertas e compare opções!