Casos de um viajante – entrando de graça em um templo no Japão

Existem duas coisas interessantes no Japão: primeiro o fato de confiarem nas pessoas, e segundo, a sua disposição latente de ajudar. Este caso mostra os dois…

Passei apenas um dia em Nara, e sempre que é assim, a gente acaba fazendo as coisas de maneira corrida. Fui a outro lugares e estava, já no caminho de volta para o Hostel, mudando um pouco o curso para poder passar no último templo, o Gangoji (foto abaixo).

Gangoji, em Nara, Japão
Gangoji, em Nara, Japão

Fato é, que quando cheguei no templo, eram 16:30h cravados, horário em que normalmente fecham o portão para novas entradas. Além disso, para dificultar, eu acabei indo por um caminho que me levou para o portão dos fundos.

Quando embico na rua, 16:30h cravados, vejo o segurança já empurrando o portão para fechar… Meio que sem esperanças, imaginando a disciplina japonesa com horário, dei aquela corrida para pedir para entrar. PORÉM, assim que o segurança me viu correndo, na hora me fez um sinal com a mão como quem diz ” vem logo, entra”. Nisso me apresentei, agradeci, e entrei. Procurei a quem pagar e não achei…

Pois bem, fiz o passeio, nada mais que 15 minutos, aí quando estava saindo – agora pela porta da frente -, vi o guichê de tickets e pensei “bom, vou lá pagar né”. Assim fui… Chegando lá, ambos funcionários não falavam um A de inglês, mesmo assim tentei explicar que eu já tinha visitado, só queria pagar…

Não só paguei, como tive entrar de novo no templo, porque ele ficaram “falando” pode entrar, vai lá ver, e eu já tinha visto. Mas entrei de novo, pois estavam sendo muito simpáticos, de novo. Principalmente porque nesta hora, já era 16:45, e portanto, ninguém mais poderia entrar.

Entrei, fui ao banheiro, comprei uma água na Vending Machine e saí sem que eles percebessem hehe.

Homero Carmona

Blogueiro desde 2008, ano em que fez seu primeiro intercâmbio e começou a viajar por aí! Atualmente coleciona mais de 40 países no seu passaporte e sonha conhecer todos os 200 e poucos por este mudão a fora... Seu hobby é fazer com que mais gente viaje, todo dia, cada dia mais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *