Roteito de Viagem – 16 dias em Cuba

Em duas semanas foi possível dar um bom giro pela ilha, passando pelas principais cidades, mas sem ir ao extremo leste. Em 16 dias em Cuba cobri Havana, Viñales, Cienfuegos, Trinidad, Camaguey, Cayo Coco, Santa Clara e Varadero.

No planejamento da viagem percebi que se locomover dentro do país talvez não fosse tão fácil e não conseguiria chegar até Santiago de Cuba. De qualquer forma, com 16 dias em Cuba foi possível passar pela maioria das principais cidades, tanto na parte histórica quanto nas praias.

No final, ainda tirei lá minhas conclusões sobre a vida em Cuba!

3 dias em Havana

Pessoas caminhando no centro histórico de Havana, Cuba
Pessoas caminhando no centro histórico de Havana, Cuba

Na verdade foram 2 dias e meio, meio parcelado. Na dia da chegada, foi tempo de chegar, fazer check-in e almoçar e dar uma voltinha pelo centro histórico da cidade.

Depois, no primeiro dia completo, aí sim fui conhecer o centro histórico mais a fundo: andar pelas ruas mais importantes (Brasil, O’Reily, Obispo, Mercaderes etc.) conhecer os famosos bares La Floridita e La Boteguita del Medio e visitar os museus da Revolução (que toma aprox. 1,5h) e do Castillo de San Salvador de la Punta. A noite, fui jantar no famoso Paladar San Cristobal, onde o Obama foi comer na sua visita Cuba em 2016. Gostei bastante da comida e serviço, e custou aprox. US$ 40 / casal.

No outro dia, vale atravessar o canal da baía de Havana para o Castillo de los tres Reyes del Morro e a prisão La Cabaña, que foi ponto importante para Che Guevara na Revolução. Tudo é muito grande e demora 1 hora para ver cada um dos pontos. A parte mais legal é a vista da cidade.

Na outra parte do dia, fui até a Praça da Revolução. Entre subir no obelisco (chamado Memorial José Marti), tirar umas fotos, tudo demora por volta de 1,5 hora. No primeiro dia, tentei ir, mas já tinha fechado (encerra as 17h). 8 CUC a entrada.

Plaza de la Revolución em Havana, Cuba
Plaza de la Revolución em Havana, Cuba

Para fechar com chave de ouro, fui ao famoso e divertido show da banda Buena Vista Social Club – acontece frequentemente no Bar La Rosalia. O ingresso sem janta custou US$ 30/ pessoa e compramos no local. Vale dizer que não é mais a banda original, muitos já faleceram, porém, vários dos “sobreviventes” dão uma palhinha no show e é muito legal mesmo! 🙂

1 dia em Viñales (Piñar del Rio)

Saí de Havana pela manhã e peguei a estrada rumo a Viñales, dando uma passadinha em Piñar de Rio, onde almocei. Depois de um pequeno rolo no check-in, aproveitei o fim do dia para ver o Mural da Pré-história (meia boca). Depois, fui ver a vista do hotel Los Jasmizes, muito bonito e com um barzinho para poder curtir ali um tempinho. A última atração do dia foi visitar uma “fazenda” de tabaco (indicada por um local) e conversar com a dona enquanto ela fazia um charuto. Comprei um maço de 10 Charutos por 25 CUC.

Vista do Hotel Los Jasminez em Viñales, Cuba
Vista do Hotel Los Jasminez em Viñales, Cuba

A noite, jantei o tradicional Ropa Vieja cubana no Mogoté Café. Comida ok, vista e música e excelentes!

No outro dia fui à Cueva del Indio e à Cueva San Miguel, antes de partir para Cienfuegos. Ambos passeios são legais, mas para quem viaja pelo Brasil vendo rios e cavernas, não vai se maravilhar.

1 dia em Cienfuegos

1 dia foi suficiente para conhecer a cidade que tem coisa interessantes para ver e vale a pena dar uma passada, principalmente se estiver indo para Trinidad.

Por lá, o Paseo El Prado é um dos pontos altos, onde as pessoas perambulam e vão a bares e restaurantes. Além disso, o Paseo tem uma área à beira mar. Muita gente e uns bares fazem o por do sol por ali mais interessante ainda. Esticando lá para o fim, você chega na Punta Gorda que é point fortíssimo para os cubanos tomarem um banho de mar e curtirem o fim de semana.

Por do Sol no Paseo El Prado em Cienfuegos, Cuba
Por do Sol no Paseo El Prado em Cienfuegos, Cuba

No centro, o Parque Jose Martí (onde estão a catedral e prédios do governo) e as ruas San Carlos, San Fernando e Santa Isabel (rua com artesanatos), são as atrações principais.

Como estava de carro, ainda dei um pulinho na Playa Rancho La Luna. Dispensável para quem está indo viajar outras praias como Playa Acon, Cayo Coco, Cayo Guillermo etc.

2 dias em Trinidad

Ruas de Trinidad em Cuba
Ruas de Trinidad em Cuba

Trinidad foi certamente um dos pontos altos da viagem, Aquela cidadezinha com clima acolhedor, vida noturna animada etc. etc.

O primeiro passo é conhecer os arredores: Valle de los Ingenios, que tem uma história muito similar aos engenhos do Brasil (escravidão, cana etc.) e as paradas principais são o Mirador (que tem também uma tirolesa para quem se animar) e a Torre de um dos Engenhos. A vista é legal, vale a pena.

Depois, segui para a Playa Ancón, que é muito bonita e deu para relaxar bem. Tive a infeliz ideia de almoçar por lá – horrível, evitem! Outro ponto é que a água é quentinha e linda, mas vi gente saindo com queimadura de água viva =/

No outro dia, foquei no centro histórico, andando pelas Plaza de las Cespedes, Plaza Mayor, ruinas da Igreja Santa Ana,  museu de La Lucha contra Los Bandidos e ver algumas galerias independentes pela rua.

Vista da torre em um dos engenhos no Valle de los Ingenios proximo a Trinidad, Cuba
Vista da torre em um dos engenhos no Valle de los Ingenios proximo a Trinidad, Cuba

A noite, em ambos os dias, todos os caminhos te levam para a famosa “Casa de la Música”, que nada mais é que um show em uma escadaria na Plaza Mayor. É muito legal o ambiente e tudo, mas eu esperava pessoas dançando loucamente, o que não aconteceu.

Ficaria em Trinidad mais tempo relaxando, só de bobeira.

1 dia em Camaguey

Depois de uma longa viagem cheguei a Camaguey, para concluir que não precisava ir até. Além de ter pouco o que fazer, eu e minha esposa ficamos mal (eu com febre, ela passando mal mesmo).

Em um dia, foi o tempo de conhecer o centro histórico (Plaza Juan de Dios, Iglesia de la Candelária, Paseo Maceo, Parque Ignacio Agromonte) e principal museu da cidade, a casa de Ignacio Agromonte.

A noite, as ruas da cidade pareciam animadas com alguns bares e bastante jovens nas ruas!

2 dias em Cayo Coco

Navegando de veleiro para fazer Snorkelling em Cayo Coco, Cuba
Navegando de veleiro para fazer Snorkelling em Cayo Coco, Cuba

Depois de uma viagem complicada (muito mal sinalizada e que me perdi duas vezes) cheguei ao paraíso chamado Cayo Coco. 2 dias em um resort não dá tempo de fazer muita coisa além de relaxar. Fiquei no Resort Melia Cayo Coco que foi o mais bem avaliado que encontrei por um preço razoável e achei bem bom apesar de alguns probleminhas básicos!

Piscina, snorkelling depois de um passeio de veleiro, comer, beber e foi isso! 🙂

Ah, ainda fui até Cayo Guillermo. De novo eu não estava muito bem e acabei não aproveitando, mas o lugar é ESPETACULAR!

2 dias em Santa Clara

É possível conhecer Santa Clara em apenas um dia. Os dois principais pontos são o Parque del Tren Blindado e, claro, o Museu do Che, que é composto por um conjunto de estátuas, um museu com a história do Ché e um maosoleo. Foi um dos passeios mais legais da viagem como um todo, vale a pena.

Monumento no Museu do Ché em Santa Clara, Cuba
Monumento no Museu do Ché em Santa Clara, Cuba

Fora este dois pontos, o negócio é conhecer o centro histórico Parque Leoncio Vidal (praça), Parque del Carmen, Catedral de las Hermanas de Santa Clara. Quem quiser, pode visitar a fábrica de Charutos e, com mais tempo, curtir a vida noturna animada da cidade.

Ah, tomei um café no Café Museu, muito bom, lugar incrível!

3 dias em Varadero

Além de curtir as praias (com direito a voltinha de caiaque), festas e piscina do Melia Las Antillas, tem algumas coisinhas para ver na cidade.

Tem as feirinhas de artesanato (bem mais ou menos), a antiga casa do Al Capone (confiscada pelo governo cubano na década de 60), centro histórico e a interessante Cueva Ambrosio.

No vídeo abaixo, mostrei o Resort lá de Varadero! 🙂

Considerações finais para 16 dias em Cuba

  • Se fosse planejar outra viagem para Cuba, não iria para Camaguey. Com isso conseguiria aproveitar melhor Cayo Coco ou outro lugar que escolhesse
  • Se possível, iria em outra época do ano. Passei muito, muito calor… Algo que fez eu aproveitar uma pouco menos a viagem!
  • Por outro lado, consegui um bom preço na passagem o que reduziu um pouco o gasto geral da viagem para Cuba
  • Cuba tem praias lindas, mas os Resorts cubanos não são a melhor referência para quem quer luxo e bom serviço
  • Isso tudo foi possível por eu estar de carro. Depender do transporte público para fazer as viagens entre as cidades pode fazer você perder muito tempo. Seja pelos horários, pela pouca disponibilidade ou pela demora da viagem.

Quer uma ajuda para organizar seu roteiro de viagem? Preencha o formulário abaixo e fale com agências de viagem parceiras do Intercâmbio & Viagem!

Homero Carmona

Blogueiro desde 2008, ano em que fez seu primeiro intercâmbio e começou a viajar por aí! Atualmente coleciona mais de 40 países no seu passaporte e sonha conhecer todos os 200 e poucos por este mudão a fora... Seu hobby é fazer com que mais gente viaje, todo dia, cada dia mais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *