Roteiro de Viagem – 1 dia em Pristina, Kosovo (Leste Europeu)

Pode ser improvável, mas na sua visita ao Leste Europeu pode surgir a ideia de conhecer o Kosovo!

Ninguém nunca entenderá os motivos desta sua escolha, mas ela valerá a pena. Um país que saiu recentemente de guerra, o último a se libertar da Sérvia (formadora e líder da antiga Iugoslávia). Na década de 90, houve a guerra. Em 2008, o Kosovo se declarou independente – ainda que não reconhecido por quase nenhum país e nem a ONU.

Considerações iniciais se for visitar o Kosovo:

  • O governo brasileiro não tem relações diplomáticas com eles e portanto recomendam não ir ao país. E se for visitar, sugere que avise o governo brasileiro antes (eu caguei para ambas as recomendações)
  • A moeda local é o euro. Não faz parte da união européia, mas adoram a moeda. Mesmo assim, não precisa de visto para brasileiros.
  • Apesar da guerra recente, não existe perigo nas ruas. Ou nada a aparente.
  • Em 2012, quando fui, o País era um canteiro de obras. Reconstruções de coisas destruídas, ou construções para uma nova nação.
  • Como nação nova, poucos serão os registros e museus para entender o histórico… Mas tudo bem, a história estará estampada a cada esquina.
  • Quando fui, não havia transporte público. A forma de se locomover era o táxi, barato e compartilhado. Não estranhe se parar para você um táxi já com passageiros ou, se o seu táxi, parar para alguém.
  • Eu cheguei ao Kosovo de ônibus, a partir de Podgorica – capital de Montenegro. Outra opção é chegar de ônibus por Skopje – capital da Macedônia. Quando fui, li que não era recomendável entrar pela Sérvia, haviam ainda alguns grupos (de ambos os lados) que atacavam ônibus cruzando a fronteira.
  • Por lá apenas conheci Pristina, capital e maior cidade do Kosovo. Um dia foi suficiente. Quem quiser mais, pode visitar Prizren, ao sul, também é epicentro histórico do país

É de se imaginar que não há muito o que fazer pela cidade, mas aqui o que foram as principais atrações do mais novo país:

New Born, ou recém nascido, é um dos monumentos principais da cidade. Todo pichado com muitas mensagens de alegria pela libertação e pelos visitantes do país. Ao lado, Youth and Sports Center, o estádio de futebol e a escola americana do Kosovo. O país é muito grato aos EUA e outras nações que apoiaram a liberdade do país.

O monumento New Born (recem nascido) no centro de Pristina, Kosovo
O monumento New Born (recem nascido) no centro de Pristina, Kosovo

A Biblioteca Nacional é um prédio imponente e muito bonito. Ao lado, uma catedral católica com as obras paradas e inacabadas. Também pudera, mais de 90% é muçulmano (albaneses), igrejas por lá são obras e marcos da dominação sérvia.

Por falar nisso, visite (ou várias) uma mesquita, você será muito bem vindo. Eu fui tímido, olhando por fora para não atrapalhar a reza. Logo me convidaram para entrar. A mais famosa é a Xhamia e Mbretit.

Nos arredores, tem também o museu do Etnografia do Kosovo, não pude ir. Era domingo, estava fechado.

Por fim, uma caminhada pela “Mother Tereza Boulevard” ou Bulevardi Nënë Tereza, como eles dizem lá. É o centro novo da cidade, sendo reconstruido e cheio de odes a Bill Clinton e ao seu líder da independência – e primeiro presidente do Kosovo – Ibrahim Rugova.

Se valeu a pena a visita? MUITO! Foram mais horas de estrada para chegar e sair de lá, do que passeando, mas valeu cada minuto. Um passeio singular, que ainda é reforçado pelo sentimento do povo. Em conversa com um taxista, ele expressa extremo orgulho pela independência e muita mágoa pela dominação Sérvia. Do pouco que vi, realmente, a dominação foi apenas mais uma aberração da história deste planeta.

O rancor pela Sérvia, depois de tantos ano de dominação, está na cara dos Kosovares
O rancor pela Sérvia, depois de tantos anos de dominação, está na cara dos Kosovares

Homero Carmona

Blogueiro desde 2008, ano em que fez seu primeiro intercâmbio e começou a viajar por aí! Atualmente coleciona mais de 40 países no seu passaporte e sonha conhecer todos os 200 e poucos por este mudão a fora... Seu hobby é fazer com que mais gente viaje, todo dia, cada dia mais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *