Visto para Cuba: A “Tarjeta Turística” em 3 pasos

Se está pensando em visitar o país da família Castro e Che Guevara, fique atento, é necessário visto… Mas não se preocupe, o processo é muito simples (e barato).

Visto para Cuba é necessário para brasileiros fazendo turismo por lá. No planejamento da viagem, encontrei algumas pequenas dificuldades, mas o visto foi a parte fácil da história. O site do consulado é um pouco confuso, por isso mandei e-mail (reconsular@uol.com.br – sim, é um e-mail @uol) para eles para confirmar as informações e tudo veio muito bem explicadinho! 🙂

Bom, primeiro como foi o meu processo no consulado de Cuba em São Paulo.

  1. Sala de espera no Consulado Geral de Cuba em São Paulo
    Sala de espera no Consulado Geral de Cuba em São Paulo

    Fui até o consulado em um dia qualquer (não precisa agendar)

  2. Existe uma sala de espera (ao lado) que eles atendem por ordem de chegada. O engraçado é que não tem nenhuma senha nem nada. Por sorte, quando cheguei (umas 9:40) só tinha 1 pessoa na espera. Quando a pessoa saí, ela avisa que a próxima pode entrar. Na saída, já tinham 3 pessoas esperando… Enfim, fila bem louca, se aquele lugar ficar cheio será um caos
  3. Entrei na salinha atrás daquela suntuosa porta e me deparei com um lugar que parecia uma agência de câmbio: balcão com vidro blindado. Entreguei a documentação (listada abaixo) pelo buraquinho do vidro e paguei as taxas. Eu estava com os passaportes, ela viu que estavam comigo, mas nem quis olhar, pegou apenas as cópias. Em 5 minutos, entre copias dos documentos e impressão da Tarjeta Turística (“cartão turístico”,ou seja, visto, foto abaixo), saí pela porta autorizado a passar 30 dias em Cuba.

A parte engraçada foi que apesar do vidro blindado, porta trancada, câmeras em diversas posições etc. em determinado momento a moça que me atendeu, abriu a porta do escritório / balcão dela e veio até mim entregar panfletos de turismo de Cuba. Ou seja, baita esquema de segurança, vidro blindado e o cacete, e de repente a porta ta aberta e a cubana está do meu lado. Vai entender… hehe

Tarjeta Turística, o visto de turismo para Cuba
Tarjeta Turística, o visto de turismo para Cuba

Opções para tirar visto para Cuba

Antes de ir até o consulado ou enviar o passaporte para lá, eu mandaria um e-mail para eles. Segundo o Itamaraty, as representações de Cuba no Brasil ficam são:

  • Consulado-Geral de Cuba em São Paulo (funcionamento de 9:30 as 12:30)
    reconsular@uol.com.br
    Endereço: Rua Cardoso de Almeida, 2115 – Bairro Sumaré
    CEP 01252-001 – São Paulo – SP
    Tel: +55 (11) 3873-2800
    Fax: +55 (11) 3873-4537
  • Embaixada de Cuba em Brasília
    www.cubadiplomatica.cu/brasil
    embacuba@uol.com.br
    Endereço: SHIS QI 5, Conjunto 18, Casa 1 – Lago Sul
    CEP 71615-180 – Brasília – DF
    Tel: +55 (61) 3248-4710 / 4130 / 4517 / 4215
    Setor Consular: +55 (61) 3248-4710 / 4215
    Fax: +55 (61) 3248-6778
  • Consulado de Cuba em Salvador
    consulcubabahia@uol.com.br
    Endereço: Rua Lord Crochane, 66 – Barra
    Salvador – BA
    Tel: +55 (71) 2137-5647

É possível fazer por correspondência. De novo, recomendo falar com o Consulado (e-mail ou telefone) antes de enviar algo.

Outra opção, dizem que pode tirar a Tarjeta Turística com a Copa Airlines, no aeroporto do Panamá, caso esteja indo com conexão por lá. Ligamos no atendimento da Copa para saber se faziam a emissão no aeroporto de Guarulhos e a resposta foi “acho que faz”. Acho desnecessário correr este risco de deixar para última hora, por mais que seja possível e fácil. Qualquer atraso pode complicar a história toda.

Requisitos do Visto para Cuba (Tarjeta Turística), válido por 30 dias

A documentação é bem simples:

Tarjeta Turística, o visto de turismo para Cuba
Tarjeta Turística, o visto de turismo para Cuba
  • Cópia simples de todas as páginas usadas do passaporte (eu levei as páginas usadas, ela nem olhou também, mas não custa levar né?)
  • Formulário preenchido com letra legível e assinado (form com dados básico que você baixa no site do consulado
  • Confirmação de hospedagem (em caso de residência particular, basta o endereço completo). Não é necessário comprovação de todo o período de estadia.
  • Cópia da passagem/e-ticket ida e volta, com todos os trechos confirmados pelas respectivas companhias aéreas.
  • Ter tomado a vacina da febre amarela há pelo menos 10 dias! (outro fato engraçado foi que depois de emitir o visto, eu já estava indo embora ela gritou “Ah, e você tem vacina de febre amarela né?”… Se eu não tivesse ela ia fazer o que? hehe)
  • Pagamento a vista em dinheiro se for pessoalmente ao consulado. Se for por correspondência: somente através de Cheque Administrativo nominal ao Consulado Geral de Cuba (isso é o que está no e-mail deles, mas eu confirmaria se não tem outra forma… só para confirmar hehe)

O preço foi: R$ 57 / pessoa pela Tarjeta Turística. Como eu emite para minha esposa também e ela não estava presente, eles cobram uma taxa de R$ 95. Os R$ 95 valem também para emissão de visto pelo correio, além dos custos de envio.

É isso… #PartiuCuba! 🙂

Homero Carmona

Blogueiro desde 2008, ano em que fez seu primeiro intercâmbio e começou a viajar por aí! Atualmente coleciona mais de 40 países no seu passaporte e sonha conhecer todos os 200 e poucos por este mudão a fora... Seu hobby é fazer com que mais gente viaje, todo dia, cada dia mais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *