Inglês para Crianças: Conheça Cursos e Tipos

Os cursos de inglês para crianças é a primeira opção para os pais que querem oferecer o acesso a uma segunda língua aos filhos desde cedo.

Sabemos que quanto mais cedo a criança tiver contato com uma nova língua, mais facilmente a internaliza.

Além disso, como as crianças ainda estão em desenvolvimento e formação, o acesso à nova língua quando ainda são pequenos ajuda a desenvolver anatomicamente os requisitos para fluência na língua.

No entanto, os cursos de inglês para crianças não são todos iguais. Eles podem diferenciar em relação à metodologia.

Quer saber mais a respeito? Continue lendo e tire as suas dúvidas!

Inglês para crianças: Há uma idade ideal?

Se você já tentou aprender um segundo idioma quando adolescente ou adulto, sabe que dominar uma nova língua pode ser mais difícil depois que seu cérebro já determinou seus padrões linguísticos.

É por isso que ensinar às crianças uma segunda língua em uma idade precoce é muito importante.

Graças ao fato de o cérebro ainda estar em modo de desenvolvimento, eles têm a capacidade de aprender rapidamente outro idioma enquanto brincam e exploram o mundo ao redor durante esses primeiros anos.

Nos estudos neurolinguísticos e cognitivos, estipula-se um período chamado “idade de conflito” que compreende entre os 4 e 5 anos. Este é o período em que a criança está idealmente apta a ser introduzida a uma nova língua.

Isso porque, a partir de então, é mais fácil a ela não apenas assimilar o conteúdo, mas apreender contextos, situações, pronúncias e, de fato, internalizar, não apenas relacionar palavras às suas respectivas traduções, como tende a ser com os adultos.

Resumidamente, pode-se dizer que o inglês para crianças provoca uma imersão mais eficiente do que em adultos que nunca tiveram contato com a língua.

Benefícios do inglês para crianças

Inglês para Crianças
Inglês para Crianças – Max Fischer no Pexels

Sabemos que criar uma criança bilíngue não é uma tarefa simples, mas os benefícios de aprender uma segunda língua desde cedo certamente valem à pena.

Isso porque crianças bilíngues aprendem mais rápido e mais facilmente, melhoram suas habilidades de resolução de problemas e criatividade e têm mais oportunidades de carreira na idade adulta.

Normalmente as crianças que têm uma segunda língua também acham mais fácil se conectar com outras culturas, o que os torna mais abertos e tolerantes à diversidade, além de serem menos propensos a sofrer de doenças mentais relacionadas à idade à medida que atingem a velhice.

Mais importante ainda: como mencionado, é muito mais fácil aprender uma segunda língua durante a infância.

Além disso, aprender uma segunda língua não é tão difícil como costumava ser.

Os linguistas cognitivos estão constantemente estudando a aquisição de um segundo idioma e desenvolvendo novas metodologias para ajudar as crianças a aprender mais rapidamente e de forma mais eficiente.

Os principais benefícios do inglês para crianças incluem:

1. A estrutura do cérebro facilita a aprendizagem de uma segunda língua

Em um nível biológico, as crianças são como esponjas.

Isso porque o cérebro de uma criança é projetado para absorver novas informações inconscientemente.

Eles fazem isso da mesma forma que nós, adultos, inconscientemente aprendemos letras de músicas, ritmos e melodias.

Um professor de neurologia da UCLA (Universidade da Califórnia em Los Angeles), Dr. Paul Thompsom, descobriu que os sistemas cerebrais especializados em aprender novas línguas crescem rapidamente de cerca de cinco anos até a puberdade.

2. As crianças têm menos a aprender do que os adultos

Embora pareça limitante esta afirmação, é isso que ocorre: outro dos benefícios de aprender uma segunda língua ainda cedo é que as crianças pensam de forma mais simples do que os adultos.

Desse modo, elas usam menos palavras, estruturas de frases mais simples e pensam menos abstratamente.

As crianças que estão aprendendo uma segunda língua não se sobrecarregam com a tarefa de comunicar seus pensamentos e sentimentos abstratos em sua segunda língua, porque simplesmente não têm nenhum.

Então, à medida que essas crianças se transformam em adultos, elas aprendem a se expressar tanto em sua língua nativa quanto em sua segunda língua.

Os adultos, por outro lado, enfrentam a difícil tarefa de traduzir estruturas de frases complexas e pensamentos abstratos para serem capazes de se expressar plenamente em sua segunda língua.

3. Treinamento mental constante

As pessoas bilíngues estão constantemente passando por um treinamento mental enquanto assimilam mais de um sistema de linguagem para se comunicar.

Até meados do século passado, acreditava-se que uma segunda linguagem interferia no desenvolvimento intelectual e cognitivo das crianças.

Embora haja evidências de que as crianças bilíngues experimentam essa interferência dos sistemas de linguagem, verifica-se que o conflito interno que as crianças bilíngues vivenciam as prepara para serem verdadeiros especialistas na solução de problemas.

Além disso, aprender uma segunda língua significa melhorar a função executiva.

Há diversas evidências que demonstram que aprender uma segunda língua torna as crianças bilíngues são melhores em:

  • Planejamento
  • Solução de problemas
  • Concentração
  • Desenvolver habilidades multitarefas
  • Criatividade.

4. Aprender uma segunda língua estimula o pensamento criativo

O impulso criativo é outro dos benefícios de aprender uma segunda língua desde cedo, e vários estudos provaram isso. Um dos testes mais usados para mensurar a criatividade é o Teste Torrance de Pensamento Criativo (TTCT), criado por Ellis Paul Torrance em 1962.

Esses testes são projetados para medir o “pensamento divergente” ou o pensamento fora da norma, pensando criativamente. 

Eles medem o pensamento divergente dos participantes em quatro áreas: fluência, flexibilidade, originalidade e elaboração.

Há diversos estudos que já verificam que crianças bilíngues pontuam mais alto no TTCT.

Conheça mais do curso online de uma das maiores escolas de inglês do Brasil

Tipos de técnicas de Inglês para Crianças

Quando falamos em sistematização de ensino, ou seja, aulas eficientes embasadas em teorias e técnicas, estamos falando de metodologias e abordagens.

No entanto, quando se trata de aulas destinadas a crianças, é diferente das técnicas usadas nas aulas voltadas a adultos.

Isso se deve a fatores já discutidos neste artigo: forma de aquisição de conhecimento, capacidade cognitiva menos complexa, formação neural e biológica e por aí vai.

Dentre as principais técnicas adotadas nos cursos de inglês para criança, certamente as mais comuns são:

Repetição

A repetição é uma premissa básica no ensino de qualquer língua.

Se o falante quer, de fato, dominar o inglês, a repetição serve não apenas como forma de aperfeiçoar a pronúncia, mas também como mecanismo de fixação do conteúdo.

Ou seja, quando a criança repete algo que acabou de aprender, tende a assimilar aquele conteúdo do que se apenas ouvisse ou lesse a respeito.

É por isso que a grande maioria das aulas de inglês para criança, após a pronuncio do instrutor, a criança é estimulada a repetir.

A mesma coisa ocorre na escrita: quando a criança repete padrões de uma nova língua na escrita, assimila visualmente a grafia das palavras, bem como as regras gramaticais.

Por isso o material didático, como os livros e apostilas são importantes: pois são recheados de atividades para que o aluno reescreva sentenças e suas traduções.

Interatividade

Outra técnica muito comum no ensino de línguas é a interatividade.

Afinal, quando o ensino leva em conta apenas o professor e assume que a criança é apenas um agente passivo, receptor e depositário do conteúdo, não há troca, não há questionamentos e não há interatividade.

Isso, na prática, prejudica a aprendizagem e impede que a criança descubra e assimile conteúdos por conta própria – algo natural ao processo de aquisição de conhecimento.

Além disso, crianças, para terem bom desempenho, precisam estar submetidas a um ambiente lúdico e interativo.

Exemplo muito frequente disso nas instituições de ensino de inglês para criança são as cooking classes, ou seja, as aulas de culinária.

Assim, os alunos fazem comidas típicas de países norte-americanos de modo que as instruções são conduzidas pelo professor em inglês.

Isso proporciona aquisição de vocabulário referente aos alimentos e às instruções, além de aumentar o repertório cultural das crianças, que passam a viver a língua de forma material e real, não apenas de forma abstrata.

Uso de mídias

As crianças tendem a se entediar com mais facilidade. Não porque elas não se interessam pelo conteúdo ou porque querem, mas porque a mente infantil precisa de estímulos lúdicos, como mencionado no tópico acima.

Ao contrário de adultos, que podem passar horas lendo textos teóricos, as crianças, a partir de determinado momento, deixam de assimilar o conteúdo puramente teórico. Isso porque o cérebro de uma criança precisa de estímulo visual e auditivo, eles ainda não estão preparados para adquirir conhecimento a partir de leitura e métodos abstratos.

Por isso mesmo que praticamente todos os cursos de inglês para crianças trabalham com músicas, jogos, dinâmicas, filmes e mídias em geral.

Desse modo, quando a criança “vê” a aplicação da língua em situações reais, em imagens, em músicas, consegue assimilar melhor!

Na prática, se um curso não oferece recursos lúdicos e interativos às aulas infantis, provavelmente a criança irá obter um desempenho inferior ao que obteria com cursos preparados para estimular a mente dos pequenos!

United Idiomas, uma escola preparada para inglês para crianças!

United Idiomas - Cursos de Inglês - Logo
United Idiomas

A United Idiomas é uma escola focada exclusivamente em cursos de inglês e que dá opção ao aluno de fazer aulas somente presenciais, somente online ou híbridas.

Com uma metodologia própria chamada REACH, ela combina audiobooks, aulas online com agendamento via App, horários flexíveis e turmas reduzidas de até 5 pessoas para as aulas.

Somado a isso, o método de ensino é focado perfil de cada público, centrado em adolescentes e crianças, passando por adultos com foco profissional, inglês para viagens ou cursos para certificação.

Para fechar com chave de ouro, os cursos têm foco em dar autonomia para os alunos em até 18 meses e a United Idiomas é reconhecida pelo ETS (organização mundial de aplicação de testes de proficiência). A United foi um dos primeiros Centros aplicadores do TOEFL ITP e, ao final do curso, nossos alunos já saem aptos a realizar este teste que é reconhecido mundialmente.

E aí, curtiu ? Preencha o formulário abaixo, fale agora com a United Idiomas e partiu fluência 🙂

Quanto custa um curso de inglês para crianças? No Brasil, online ou que tal um intercâmbio? Simule orçamentos abaixo e veja a melhor forma de aprender inglês para você e o seu bolso!