[GUIA] Trabalhar na Austrália: Visto, Salários, Cultura e mais!

Em primeiro lugar, trabalhar na Austrália é uma ótima opção para quem busca passar um tempo fora do Brasil.

O país é conhecido por ser multicultural e bastante receptivo, sendo que cerca de 30% da população australiana é composta por imigrantes

Nesse sentido, a Austrália vem seguindo um movimento contrário ao de outros países, como os Estados Unidos, que se preocupam em fechar as fronteiras.

Além disso, a Austrália é um país de primeiro mundo com um clima muito parecido com o do Brasil, o que pode facilitar muito a adaptação.

Então, se está pensando em passar um tempo fora ou até mesmo emigrar do Brasil, você provavelmente encontrou o seu lugar ideal!

Menu: Trabalhar na Austrália

Quem pode trabalhar na Austrália?

Quem pode trabalhar na Austrália?
Quem pode trabalhar na Austrália?
  • Estudantes matriculados em cursos com no mínimo 14 semanas de duração e carga horária de 20 horas semanais
  • Estudantes de Ensino Superior
  • Recém graduados na Austrália
  • Residentes permanentes ou com dupla cidadania

Antes de mais nada, a boa notícia é que sim, você pode trabalhar e estudar na Austrália! 

Nesse sentido, basta que você esteja frequentando qualquer curso que tenha pelo menos 14 semanas de duração e uma carga horária mínima de 20 horas semanais, podendo ser desde cursos de inglês até cursos de graduação ou pós-graduação.

Entretanto, é importante lembrar que há uma limitação na carga horária: quem estuda pode trabalhar por, no máximo, 20 horas semanais. Isso significa apenas empregos part-time.

Além disso, quem conclui a graduação na Austrália possui várias opções de vistos para estender o tempo de permanência no país enquanto busca por opções de emprego ou aperfeiçoamento.

Vistos com acesso a trabalho na Austrália

Vistos para trabalhar na Austrália
Vistos para trabalhar na Austrália
  • Student Visa (visto para estudos)
  • Sponsor Visa (visto de trabalho)
  • Vistos para recém-formados

Student Visa – até 20 semanas

Antes de mais nada, uma ótima notícia: o visto para estudos (student visa) permite que você trabalhe até 20 horas semanais durante o período letivo e em período integral durante as férias.

É importante lembrar, contudo, que o curso precisa ter pelo menos 14 semanas de duração e uma carga horária mínima de 20 horas semanais.

Ainda mais, a aplicação do visto é online e não é mais necessário enviar o passaporte à embaixada para a emissão: o visto agora é uma carta que você recebe por e-mail.

Além disso, o valor para a emissão do visto era de AU$620 no momento desta pesquisa.

Por fim, para obter esse tipo de visto é necessário preencher alguns requisitos. Confira quais são:

  • Possuir um passaporte válido e com validade de no mínimo 3 meses após a data prevista para saída.
  • Estar matriculado em alguma instituição de ensino. Nesse sentido, para comprovar é necessário apresentar o COE – Confirmation of Enrolment. Esse documento é emitido por um site do governo após o pagamento do curso.
  • Preencher este formulário do governo australiano, selecionando o visto 500 – Student Visa.
  • Escrever a sua GTE – Genuine Temporary Criterion, isto é, sua carta de declaração da intenção da sua estadia. Nesse momento, você deve explicar o motivo dos seus estudos na Austrália e seus vínculos e incentivos para o retorno ao país de origem.
  • Comprovar possuir recursos financeiros suficientes, ou seja, AU$1.761 para cada mês de permanência na Austrália. Os documentos utilizados para essa comprovação são: extratos bancários dos últimos 3 meses, declaração de Imposto de Renda e comprovantes de hospedagem.
  • Possuir um seguro saúde/viagem.

Student Visa – mais de 20 semanas

Da mesma forma, essa modalidade de visto para estudos é muito semelhante à anterior: possui a mesma permissão de trabalho, a mesma forma de aplicação e também custa AU$620.

Além disso, o Student Visa para mais de 20 semanas possui todos os requisitos que o visto para menos de 20 semanas possui. A diferença é que ele possui um requisito a mais: exames médicos.

Portanto, para obter o visto de estudos para mais de 20 semanas na Austrália, é preciso comprovar o estado da sua saúde ao governo australiano.

Ao completar e enviar a sua aplicação, automaticamente o sistema emite a guia do exame (HAP ID) se a duração dos seus estudos for superior ao mencionado acima. Além disso, o exame deve ser realizado em médicos cadastrados com o DHA.

Nesse sentido, os exames solicitados são:

  • Atestado médico completo (a consulta custa em torno de R$ 460)
  • Raio X do pulmão (deve ser realizado em laboratório credenciado para que o laudo saia em inglês)
  • Exame de urina simples (também deve ser realizado em laboratório credenciado para que o laudo saia em inglês).

Sponsor Visa – visto para trabalho

Em primeiro lugar, esse tipo de visto costuma ser mais difícil e trabalhoso de obter, portanto esteja ciente de que a forma mais fácil de conseguir trabalhar na Austrália durante o seu intercâmbio é por meio do visto para estudos.

Tendo isso em mente, para conseguir o visto de trabalho (conhecido na Austrália como Sponsor Visa) você precisa de um sponsor, isto é, um “patrocinador” que te ofereça um contrato de trabalho e ainda justifique à imigração o porquê da sua contratação.

Esse tipo de visto normalmente é concedido para trabalhadores que são alocados em locais mais distantes, ou seja, onde a mão de obra é escassa, exigindo a contratação de cidadãos de outros países.

Vistos para recém-formados

Ainda mais, há uma outra modalidade de vistos para aqueles que concluem um curso de graduação ou pós-graduação na Austrália: os vistos para recém-formados.

Essa modalidade inclui, pelo menos, 2 tipos de vistos:

  • Visto por qualificação (Skilled Independent Visa) – é concedido por meio de um sistema de pontuação que leva em conta aspectos como idade, domínio do inglês, formação acadêmica, experiência profissional, entre outros. No geral, é indicado para o intercambista que ainda não possui uma oferta de emprego após o fim do intercâmbio.
  • Visto temporário para graduados na Austrália (Temporary Graduate Visa) – é um visto de até 18 meses de trabalho para quem concluiu um curso de graduação na Austrália.

Quais os salários na Austrália?

Em 2021, o salário mínimo na Austrália é de AU$19.84 por hora.

O salário mínimo na Austrália é estabelecido de forma diferente do nosso: por hora. Mas fazendo as contas, em um trabalho part-time (20 horas semanais) o salário mensal seria cerca de AU$1.587,20 – R$ 6.749,35, segundo a cotação atual.

Assim, confira abaixo algumas opções de empregos na Austrália e seus salários:

ProfissãoSalárioNível de inglês exigido
JardineiroAUD$ 18,00 a 23,00 / horaBásico
Lavador de pratosAUD$ 18,00 a 25,00 / horaBásico
Ajudante de obrasAUD$ 18,00 a 30,00 / horaBásico
Limpeza/diaristaAUD$ 18,00 a 24,00 / horaBásico
GarçomAUD$ 20,00 a 34,00 / horaIntermediário
BartenderAUD$ 22,00 a 25,00 / horaIntermediário
BabáAUD$ 22,00 a 25,00 / horaIntermediário
BaristaAUD$ 18,00 a 25,00 / horaAvançado
Caixa de supermercadoAUD$ 24,00 / horaAvançado
Assistente administrativoAUD$ 25,00 / horaAvançado
Salários Médios para Trabalhar na Austrália

Profissões em demanda para trabalhar na Austrália

Em primeiro lugar, trabalhar na Austrália tem sido a escolha de muitos brasileiros que desejam melhores condições de vida ou uma experiência internacional. Mas você conhece quais são as profissões mais em alta na terra dos cangurus? Confira!

Saúde

A saúde é um dos setores que mais crescem na Austrália, sobretudo após a criação do National Disability Insurance Scheme (Programa Nacional de Seguro para Deficientes) e também devido ao envelhecimento da população no geral.

Portanto, se você é um estudante ou trabalhador dessa área, saiba que a Austrália possui várias opções de trabalho.

Construção

Em primeiro lugar, profissionais da área de construção/edificação são mão de obra escassa na Austrália. Justamente por isso, os salários para essa área são bastante atrativos e chamam a atenção de muitos brasileiros.

Além disso, os profissionais internacionais costumam ser bem-vindos e acolhidos no mercado de trabalho.

Educação

Ainda mais, outro profissional estrangeiro bem-vindo no mercado de trabalho australiano é o professor.

Entre as vagas mais comuns, as principais se concentram na educação infantil.

Para atuar nessa área é necessário revalidar o seu diploma, contudo o esforço compensa: ser professor é uma profissão de grande reconhecimento no país.

Tecnologia da Informação

Antes de mais nada, a área de TI é muito promissora na Austrália e promete crescer ainda mais nos próximos anos: um bom sinal para os profissionais desta área que desejam trabalhar no país.

Além disso, devido à alta demanda os salários dessa área costumam ser altos e você tem a oportunidade de adquirir experiência internacional.

Como encontrar emprego na Austrália?

Como encontrar emprego na Austrália?
Como encontrar emprego na Austrália?

A princípio, nada muito diferente do Brasil: há alguns sites mais famosos para a busca de emprego, vários deles gratuitos.

Como em todo lugar, a indicação é sempre o melhor caminho. Nesse sentido, para os empregos com menor especialização, o que mais acontece é você conseguir uma vaga onde alguém te indicou. 

Além disso, neste tipo de oportunidade, muitas vezes a forma mais eficiente é levar seu CV impresso no restaurante, mercado etc.

Então, se já quiser começar a pesquisar uma vaga para você, confira alguns sites:

Regras de trabalho na Austrália

Em suma, além do salário mínimo, a Austrália possui algumas outras leis trabalhistas. Confira!

  • Carga horária de 38 horas semanais para trabalhos full-time.
  • Férias anuais de 4 semanas que podem ser divididas em quantas vezes quiser durante o ano, ou seja, você pode até mesmo tirar férias antes de completar um ano de trabalho.
  • O funcionário tem, por ano, direito a 10 dias de afastamento médico remunerado, se comprovado. Se a licença for maior do que 10 dias, o funcionário pode ficar até 3 meses afastado sem perder o emprego, mas não irá receber durante todo esse período.
  • Em caso de falecimento de algum familiar, o funcionário tem direito a 2 dias de afastamento remunerado.

Melhores cidades para trabalhar na Austrália

Em primeiro lugar, todas as cidades possuem boas oportunidades, tudo depende do perfil de intercâmbio que você está planejando.

Enquanto as áreas mais afastadas possuem uma mão de obra mais escassa, podendo precisar de profissionais internacionais até mesmo para residência permanente, as cidades mais centrais e populosas costumam ter mais vagas e oportunidades.

À primeira vista, se você deseja chegar na Austrália e já encontrar um emprego, o ideal seria viajar para as grandes cidades: Sydney, Melbourne, Brisbane e Gold Coast.

Conclusão sobre trabalhar na Austrália durante o intercâmbio

Em suma, trabalhar na Austrália durante o intercâmbio é uma ótima oportunidade de adquirir experiência internacional, fazer uma imersão cultural mais profunda e ainda conseguir uma grana extra para viajar ou reduzir os custos do intercâmbio.

Para trabalhar na Austrália, a forma mais simples e segura é a partir do visto de estudante, que permite uma carga horária de até 20 horas semanais durante o período letivo.

Por fim, o país possui várias leis trabalhistas que protegem tanto empregados quanto empregadores, como a fixação de um salário mínimo, regras quanto a férias e afastamentos, etc.

Que tal? Vamos para a Austrália? =D

Faça como mais de 50 mil pessoas. Preencha o formulário abaixo e fale com várias agências de intercâmbio de uma só vez. Receba diversas ofertas e compare opções!