Host Family: o que é, quanto custa e alternativas

O que é Host Family?

Na prática, Host Family é uma família que recebe convidados para ficar na sua casa. Porém, o conceito é muito mais comumente utilizado no contexto de um intercâmbio. Homestay é também um termo utilizado pelas agências e intercambistas.

Ou seja, se você está pretendendo estudar no exterior, a opção de ficar em uma Host Family vai passar por você. Eu tive a oportunidade de ficar em uma “Casa de Família”, como host family é traduzido aqui no Brasil. É uma experiência única e que recomendo a todos que forem fazer um intercâmbio.

Apesar do nome e de tradicionalmente ser mesmo uma casa de uma família (papai, mamãe, filhinhos, gato e cachorro), conheci pessoas que ficaram em casa com pessoas sozinhas.

Como funciona na prática?

A primeira coisa a saber é que as casas de família normalmente são cadastradas e “verificadas” pelas escolas. Ou seja, normalmente elas fazem parte de um parceria e segue uma série de regras que precisam ser cumpridas. No caso de um intercâmbio, tanto sua escola quanto sua agência são responsáveis pelo seu conforto na casa.

Neste sentido, quando você for comprar seu intercâmbio e escolher sua escola e curso, provavelmente vai escolher também a hospedagem, ela faz parte de um “pacote”. Isso não quer dizer que você não possa ver outras opções (que vou comentar logo mais).

Casa no interior do Texas, Estados Unidos
Casa no interior do Texas, Estados Unidos

Quando você vai para uma casa de família, existem algumas regras que você sabe, outras não.

As que você sabe:

  • Quantas pessoas vão dividir o quarto com você
  • Se o banheiro é exclusivo ou compartilhado
  • Quais as refeições estão incluídas (muitas vezes tem só café da manhã e janta)
  • Localização e proximidade com a escola

As que você normalmente não sabe:

  • Se vão te dar a chave da casa ou não
  • Se vão te colocar limitação de horário (tem que voltar para casa até tal hora)
  • Qual o tipo de comida vão servir
  • Se você será “agregado” ou não ao dia-a-dia da família

Minha experiência em uma host family

Quando fui fazer meu intercâmbio na Irlanda, fiquei 2 semanas em uma host family em Dublin. Era uma casa super bacana em um bairro também muito bom, apesar de afastado da escola e do centro (em Dublin os bairros bons ficam longe do centro).

Intercambista - Foto Pexels
Intercambista cheio de expectativas – Foto Pexels

Minha expectativa era uma recepção calorosa pelos “hosts”, porém o fato é que foram muito educados e corteses, não tenho, nada para reclamar. Porém eu esperava ser recebido com um baita sorriso no rosto e “fazer parte da família” durante aqueles dias.

Na casa tinha videogame e duas crianças (8 a 12 anos) e eu tinha 24 anos. Espera fazer amizade, jogar videogame com eles e até compartilhar às refeições.

Na prática, nada disso aconteceu e fiquei um pouco frustado na época. As crianças, principalmente, mal olhavam na nossa cara.

Analisando hoje, friamente, este tipo de host family de tiro curto (2 a 4 semanas), deve ser bem cansativo e até “inconveniente” de ficar colocando a pessoa no seu ciclo familiar.

Por fim, conversando como o meu “pai” na Host Family, que era o nosso ponto de contato principal, o objetivo dele era simplesmente financeiro. Ele queria uma renda extra. Ele foi educado, nos ajudou, disponibilizou o PC etc., apenas não deu intimidade.

Outras pessoas, mesmo com períodos curtos relatam famílias super receptivas e integradoras.

Neste contexto, minha dica é: se você vai para um intercâmbio de longo prazo, espere uma participação maior do dia-a-dia da família. Se for ficar apenas poucas semanas, não crie expectativas 🙂

Quanto custa ficar em uma Host Family?

Bom, é desnecessário dizer que o Homestay pode variar enormemente os valores e condições em função de algumas coisas:

  • País e Cidade
  • Localização na cidade (área nobre ou não)
  • Quantidade de pessoas que você divide o quarto
  • Refeições incluídas
  • Etc.

Os valores de uma host family normalmente são cobrados por semana. Então, vou colocar aqui alguns exemplos de valores para você ter uma referência do custo semanal:

Valores estimados com cotação de fev/19.

Vantagens da Host Family

Ficar em um homestay é tudo de bom e tem muitas vantagens!

  • Poder praticar o inglês com a família
  • Segurança
  • Conhecer a culinária local de verdade, ou seja, o que as pessoas realmente comem em suas casas
  • Pegar dicas de turismo de locais diferentes dos tradicionais
  • Se integrar com a família
  • Viver em um bairro residencial local
  • Praticar sua adaptação cultural intensamente

Desvantagens

Mas nem tudo são flores, temos desafios de morar em uma casa de família desconhecida:

  • Se por um lado é bom praticar a sua adaptação cultural, nem sempre é fácil
  • O quanto a família vai te receber bem e integrar é uma roleta russa. Pode não bater o santo, acontece
  • As vezes as regras podem ser bastante restritivas, como por exemplo os horários de saída e volta, horários de refeição, áreas da casa que você pode usar etc.
  • Talvez falte privacidade
  • Um pouco mais caro que outras opções, o que pode fazer diferença no preço total do seu intercâmbio

Quais as alternativas ao host family?

Meu quarto em Dublin, IRlanda
Meu quarto em Dublin, Irlanda

Quem vai fazer um intercâmbio tem algumas opções além da casa de família. Dependendo do tipo de intercâmbio, nem todas estão disponíveis, mas veja a que mais combina com seus planos:

  • Acomodação da escola – algumas escolas e universidades tem a opção de quartos dentro dos campi ou próximo
  • Acomodação da agência – principalmente para os destinos mais recorrentes (como Londres, Sydney, Dublin etc), algumas agências montam escritórios e até “albergues” próprios para receber os seus intercambistas nos destinos
  • Albergues (Hostels) – você pode também entrar em um site como o Hostelworld e reservar um hostel que te agrade. Para quem vai ficar semanas ou até meses, os albergues oferecem valores mais baratos
  • Hotéis – é uma opção mais possível para intercâmbios mais curtos, pois acaba sendo mais caro. Se eu pudesse recomendar: não faça um intercâmbio e fique em hotel, você perderá uma grande chance de interagir com o país e com a gringalhada toda 🙂
  • Alugar uma casa ou um quarto em uma casa – principalmente para intercâmbios mais longos, acima de 6 meses e para adultos, o comum é compartilhar a casa com alguém. Pode ser compartilhando o aluguel com amigos ou então alugando um quarto de algum gringo, como foi o meu caso na Irlanda
  • Ficar na casa de um conhecido – para quem tiver a opção, principalmente para intercâmbios curtos, é ótimo. Porém, se for na casa de brasileiro e você estiver indo para estudar o idioma local, eu recomendaria ficar em outro lugar!

Recomendação importante!

Eu cometi uma gafe na minha host family… E eu poderia ter evitado se tivesse estudado melhor algumas coisas da cultura local.

Quando entrei pela primeira vez no banheiro da casa da host family, notei que o lixo era beeeeem pequeno, do tamanho de uma caneca de 1 litro talvez.

Achei estranho, mas depois de usar papel higiênico, joguei ele ali. Fiz por alguns dias, assim como os outros 2 brasileiros que estavam dividindo o quarto comigo.

Pia e Privada conjudagas em Tokyo
Pia e Privada conjugadas em Tokyo

No terceiro ou quarto dia (das duas semanas que eu fiquei), o pai da casa nos chamou na cozinha e com tom e cara sérios, falou:

– Senhores, fiquem tranquilos. Nós instalamos bons canos nesta casa, então vocês podem jogar o papel higiênico na privada. Obrigado!

Eu não sabia e ninguém mais sabia, mas na Europa (e vários lugares do mundo) normalmente joga-se o papel higiênico na privada. O lixo que estava lá era pequeno pois era apenas para coisas como fio dental, bandaids, pacotinhos, cotonetes et.

Aprendi mais essa, mas poderia ter aprendido antes e evitado o constrangimento. Então recomendo lerem bastante sobre a cultura do local e, na dúvida, sempre perguntar! 🙂

Conclusão sobre o homestay

Ficar em uma Host Family no seu intercâmbio é uma opção excelente e que pode te aproximar muito da cultura local. O custo certamente não é o mais baixo, mas tem outras vantagens.

A minha recomendação final é que, ao optar pelo homestay, estude bastante as cultura e hábitos locais para evitar gafes como a minha 🙂

E aí, pronto para fazer seu intercâmbio? Faça como mais de 50 mil pessoas e preencha o formulário abaixo. Fale com várias agências de uma só vez, compare opções e embarque para esta experiência insubstituível!

Homero Carmona

Blogueiro desde 2008, ano em que fez seu primeiro intercâmbio e começou a viajar por aí! Atualmente coleciona mais de 40 países no seu passaporte e sonha conhecer todos os 200 e poucos por este mudão a fora... Seu hobby é fazer com que mais gente viaje, todo dia, cada dia mais!

4 thoughts on “Host Family: o que é, quanto custa e alternativas

  • Fevereiro 16, 2020 at 11:12 pm
    Permalink

    Queria fazer em Portugal também…

    Reply
  • Junho 3, 2020 at 6:35 pm
    Permalink

    quero fazer Portugal

    Reply
    • Julho 22, 2020 at 10:46 am
      Permalink

      Sim, em todos países tradicionais de intercâmbio, sempre é possível encontrar a opção de host family 🙂

      Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *