Roteiro de Viagem – 3 ou 4 dias em Foz do Iguaçu, Puerto Iguazu e Ciudad del Este

Foz do Iguaçu é um dos destinos mais importantes do Brasil, mas que é famoso para os gringos somente pelo lado Argentino. Sim, muitos vão até lá e nem se dão ao trabalho de conhecer o lado brasileiro que também é maravilhoso! Ambos são lindos, cada um do seu jeito…

Para fechar o passeio, ainda tem do ladinho da usina de Itaipu, uma das sete maravilhas da engenharia mundial e também Ciudad del Este para os sacoleiros de plantão.

Puerto Iguazu - Argentina 02
Tomando um banho de rio em Puerto Iguazu – Argentina

Para conhecer o mínimo do mínimo (que já é coisa pra dedéu), é preciso passar pelo menos três dias lá. Por uma questão de preço e locomoção, a minha primeira dica é: DURMA EM PUERTO IGUAZU – fiquei no Marcopolo International Hosteling. O Vilarejo é bem aconchegante, tem boa comida e é mais barato que Foz do Iguaçu. Depois, faça o seguinte Roteiro de Viagem:

Dia um – Foz do Iguaçu, o lado brasileiro

No primeiro dia, vá para o lado brasileiro das cataratas. Eu costumo dizer que o lado brasileiro é como se você estivesse vendo um carro por fora e tem a chance de se apaixonar. Se você quer realmente conhecer as Cataratas, desça os 384 degraus que vão te levando Cataratas adentro em volta das quedas e passe sobre as passarelas tomando chuva, vinda daquelas ondas gigantes que desabam bem ao seu lado, junto às pedras. Para retornar é fácil; há um um elevador gigante – cabe umas 20 pessoas – encravado na pedra, junto a lojinha de lembranças. Isso pode ser o começo do passeio, querendo ver mais, em Foz do Iguaçu você tem uma visão mais completa das quedas, onde as fotos ficam mais bonitas, e onde você pode almoçar com a melhor vista.

Para os aventureiros, tem alguns passeios pelo rio ou pela floresta. Todos eles mais caros que os similares argentinos.A entrada do parque, para brasileiros é aprox. R$30, para gringos, aprox. R$ 50. Fonte: www.cataratasdoiguacu.com.br/153-valores-dos-ingressos 

Ah, fique atento para voltar para Puerto Iguazu, quando fui, o último ônibus saia às 20h de Foz.

E uma observação antes das fotos: o rio estava “vazio”, normalmente a vazão é muito maior!

Foz do Iguaçu - Parque do Iguaçu 04
A foto de “fora do carro” Foz do Iguaçu – Parque Nacional  do Iguaçu

Dia 2 – Puerto Iguazu, o lado argentino

Opa, antes de começar o dia dois…. no dia um a noite, quando estiver em Puerto Iguazu, procure um bom restaurante e depois se divirta em um dos casinos da cidade. Vale a brincadeira, nem que seja no caça níquel que nem eu! =o)

Agora sim, logo cedo no segundo dia vá ao Parque em Puerto Iguazu e esteja preparado para andar e para nadar. Se o lado brasileiro você vê o carro por fora, no lado argentino você entra no carro e faz um teste drive: chega perto de algumas quedas, atravessa o rio, pega o barquinho que vai até a Garganta del Diablo e entra debaixo de uma queda. A caminhada é longa, os passeios as vezes tem filas, mas o preço é muito melhor que no Brasil. Por ser um parque que você interage mais, tem gente que vai dois dias no lado argentino…. e eu nem acho exagero.

O preço para Brasileiros é 115 pesos, quase R$ 30 também. Para gringos, aprox. R$ 50 (170 pesos). www.iguazuargentina.com/horarios-y-tarifas/

 

Puerto Iguazu - Argentina 06
No Passeio de barco em Puerto Iguazu…
Puerto Iguazu - Argentina 04
…o barco vai lá debaixo da cascata!!! É maravilhoso!!

Dia três – Itaipú, em Foz do Iguaçu

Voltando a terras brasileiras uma das maravilhas da engenharia mundial, são 103 metros de altura na barragem. A estrutura é gigantesca, impressionante e a história ainda mais absurda. O passeio todo dura umas duas, três horas por lá, e fora que toma cerca de uma hora para chegar até o local. Ah, vale dizer que tem horário certo para entrada, é uma visita guiada.  O preço do passeio principal é de R$64, mas existem outros que você pode agendar no site www.turismoitaipu.com.br/pt/atracoes

Usina de Itaipu 01
Usina de Itaipu e a grandiosidade das suas turbinas

Dia três a tarde ou dia quatro – Ciudad del Este – Paraguai

Se você quiser fazer compras, pesquisar, etc. Sugiro pelo menos um dia para poder fazer tudo com calma. Se quiser só conhecer e comprar um item ou dois, uma tarde ou manhã é suficiente.

Para mim a principal dica é: CUIDADO. Eu nunca me senti em tanto risco de assalto na minha vida. O lugar é feio, as pessoas te abordam oferecendo coisas, carona etc. Enfim, a experiência como um todo é esquisita, esteja preparado e deixe os itens de valor do outro lado da fronteira e muito cuidado com as suas compras!

Na hora de comprar, tem coisa que vale muito a pena, outras nem tanto. Então, pesquise no Brasil para poder chegar lá e tomar uma decisão melhor, avaliando se vale a pena a economia X risco.

Ciudad del Este, ponte da Amizade - Paraguay (1)
A cara de tensão do cidadão aqui atravessando a ponte da Amizade – Paraguay
Ciudad del Este - Paraguay (2)
Veja que lugar bonito que é Ciudad del Este – Paraguay

Ah, além disso, tem o Duty Free na fronteira do Brasil com a Argentina onde pode se encontrar algumas coisas com bons preços também. A variedade não é grande, mas não custa dar uma passada! Na hora de passar na imigração, desça do ônibus… Faça as compras e volte para a imigração para pegar o próximo ônibus. Como é ônibus de linha, é baratinho!

Eu, fiquei três dias, e foi mais do que suficiente… fiz tudo que queria e saí satisfeito!

Homero Carmona

Blogueiro desde 2008, ano em que fez seu primeiro intercâmbio e começou a viajar por aí! Atualmente coleciona mais de 40 países no seu passaporte e sonha conhecer todos os 200 e poucos por este mudão a fora... Seu hobby é fazer com que mais gente viaje, todo dia, cada dia mais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *