Costa Rica, dia 4 – Tamarindo e praias da região

Cheguei em Tamarindo com uma expectativa de praias bonitas e muito surf. O que encontrei foi um vilarejo bonito, cheio de lojas, restaurantes e hotéis bacanudos. A praia de Tamarindo em si, não vi nada demais, tampouco vi muitos surfistas.

Buscando nos tours que poderia fazer na região, encontrei coisas esquisitas: cavalgada(??), arborismo (???) e algumas coisas qua faziam sentido como: aulas de suf e um tour de basco que para em várias praias. O problema era o preço. US$45 para duas horas aula de surf e US$85 para o tour de barco.

Decidi então que ia montar no carro e ia sair visitando as praias da região… Pedi indicações e parti!

Conchal e Puerto Viiejo foram as primeiras e as maaaais legais. Além do mar lindo e calmo, a tranquilidade (quase ninguém na praia) e sombra natural das ávores faziam o cenário perfeito para relaxar! Poderia ficar ali o dia inteiro…

Playa Conchal, próximo a Tamarindo - Costa Rica
Playa Conchal, próximo a Tamarindo – Costa Rica

Depois, por indicação de um pescador, fui á Playa Cabrón. Para chegar nela, precisei parar na Playa Ventanas e pegar um trilha de literalmente 2 minutos. Gostei das duas, mas não tinha abrigo, então tirei fotos e parti para a próxima.

Playa Cabrón, próximo a Tamarindo - Costa Rica
Playa Cabrón, próximo a Tamarindo – Costa Rica

Playa Grande foi a última das praias, é uma região loteada, com umas casas bacanudas e pouco turismo. A praia em si, a mais comum de todas elas.

Para fechar o día, por do sol em Tamarindo. Com a maré baixa, pude sentar em umas pedras no meio da água e acompanhar todo o espetáculo! Realmente a costa do Pacífico é bem mais legal que do Atlântico.

Por do sol em Tamarindo - Costa Rica
Por do sol em Tamarindo – Costa Rica
Por do sol em Tamarindo - Costa Rica
Por do sol em Tamarindo – Costa Rica

Hora de seguir para Monteverde. 3 horas de viagem, sendo que 1 hora inteira foi em estrada de terra morro acima. Cansativo, mas recompensador no final das contas… =o)

Homero Carmona

Blogueiro desde 2008, ano em que fez seu primeiro intercâmbio e começou a viajar por aí! Atualmente coleciona mais de 40 países no seu passaporte e sonha conhecer todos os 200 e poucos por este mudão a fora... Seu hobby é fazer com que mais gente viaje, todo dia, cada dia mais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *