Como fazer graduação no Exterior? Passo a Passo e os Destinos

Saber como fazer graduação no exterior é algo que muitos desejam. No entanto, são poucos os que realmente conhecem todos os passos para tornar esse sonho realidade.

Ser admitido na graduação em universidades e faculdades no exterior é muito diferente do que acontece no Brasil. Portanto, conhecer de antemão como funciona o processo de seleção, quais pontos as universidades avaliam entre outros detalhes, pode fazer toda a diferença na hora de conquistar a tão sonhada vaga na graduação.

Então, se você está pensando em fazer um curso superior no exterior, mas não sabe por onde começar, continue lendo esse artigo.

E descubra agora quais são os primeiros passos para se preparar e garantir a sua vaga em uma instituição de ensino fora do país. Além disso, também mostraremos alguns dos melhores destinos para você cursar sua graduação. Confira!

Graduação no exterior: Quem pode fazer?

É comum pensar que qualquer pessoa pode fazer um curso de graduação no exterior, mas não é bem assim que acontece.

Em regra, qualquer estudante que está cursando o terceiro ano do ensino médio no Brasil pode concorrer a uma vaga. Além disso, para estudantes que já completaram sua formação no ensino médio há um ano, também podem se candidatar a graduação no exterior.

Agora, se este não for o seu caso e você já tiver há mais tempo de formado, então suas chances diminuem. Para quem já iniciou um curso de graduação no Brasil e deseja continuar fora do país, deve pedir transferência. Isso porque, as instituições estrangeiras não permitem que o aluno inicio o mesmo curso que fazia no Brasil do zero.

Além da graduação, também é possível fazer cursos de pós-graduação como especializações, mestrados e doutorados fora no país.

Como fazer graduação no Exterior: Passo a Passo

como fazer graduação no exterior

Planejamento, disciplina e organização são elementos indispensáveis para estudar no estrangeiro. Contudo, somente isto não é o suficiente para quem deseja saber como fazer graduação no exterior. Para isso, existem alguns passos importantes que precisa seguir. E o primeiro deles é:

1.      Defina seus objetivos em relação ao curso de graduação

É importante que você liste suas necessidades e expectativas em relação ao curso de graduação que desejam fazer no exterior. Para isso, é interessante que se faça as seguintes perguntas

  • O que espera alcançar com a graduação?
  • Quando terminar o curso, o que pensa em fazer depois?
  • Existe mercado para o curso de graduação que deseja fazer no exterior?

Fazendo essas perguntas a si mesmo, você conseguirá estabelecer melhor suas metas e expectativas com a graduação. E, com isso, suas chances de se arrepender ou se decepcionar quando já estiver estudando fora do Brasil são mínimas.

2.      Conheça o processo de seleção

Não tem como fazer graduação no exterior sem antes compreender como funciona o processo de seleção em faculdades no exterior. Como dissemos anteriormente, a admissão em instituições de ensino no exterior, seguem padrões diferentes das existentes no Brasil. Por isso, ficar atento quanto a esse detalhe também é essencial.

No geral, em grande parte dos países europeus, assim como no Canadá e EUA, o processo de seleção considera outros fatores que vão além da nota nas provas de admissão. Com isso, as etapas que integram o processo de seleção dos alunos aos cursos de graduação no exterior são:

Formulário de candidatura

Você terá que preencher um formulário (application forms) com seus dados pessoais, bem como de desempenho escolar no ensino médio. Além disso, nessa etapa você também pode listar os cursos extracurriculares que já fez. Quanto mais cursos tiver feito e mais relevantes eles forem para a graduação que deseja cursar, melhor. Isto aumentará suas chances de admissão.

Testes

No Brasil, os estudantes fazem o Enem para ingressar na graduação. Enquanto isso, no exterior é preciso se submeter aos testes SAT, ACT e SAT II como parte do processo de admissão.

Estes testes não tem a finalidade de aprovar ou reprovar o candidato. Nele, você receberá uma pontuação que será avaliada pela instituição que deseja ingressar para cursar a graduação.

Exames de proficiência

Outra etapa importante a se saber para quem quer descobrir como fazer graduação no exterior é esta. As universidades e faculdades normalmente exigem os exames de proficiência do aluno para avaliar o seu domínio sobre o idioma que será utilizado para acompanhar o curso de graduação.

Alguns testes como o IELTS e o TOEFL, são os mais aplicados para avaliar o idioma inglês. Para o espanhol, exames como o DELE, por exemplo, é o mais comum.

Redação

Na etapa da redação, o candidato precisa redigir um texto contando sua trajetória de vida. Aqui o objetivo é conhecer mais sobre você, além da vida acadêmica.

Histórico escolar

No histórico escolar, as universidades e faculdades no exterior poderão avaliar como foi seu desempenho acadêmico no ensino médio. Essa análise é feita para que as instituições consigam definir se você será ou não um bom aluno na graduação.

Carta de recomendação

Em processos seletivos no exterior, esta é uma etapa fundamental. Isso porque é através da carta de recomendação que as instituições conseguem ter acesso a opinião de professores e outras pessoas que o conhecem e sabem da sua capacidade enquanto estudante.

Além das etapas acima, o processo de seleção em alguns países também inclui a entrevista com o aluno. A entrevista é feita em inglês e serve basicamente para reforçar todas as informações já repassadas nas etapas anteriores.

3.      Defina onde quer cursar a graduação

Após entender como funciona o processo de seleção, o passo seguinte consiste em definir onde quer fazer sua graduação. Faça uma extensa pesquisa e veja quais instituições oferecem o curso que deseja fazer. Além disso, procure analisar também quais diferenciais elas têm a oferecer e que irão agregar ao seu currículo acadêmico.

Não esqueça de verificar como é o processo de admissão em cada instituição, pois como pôde perceber, a seleção não é um processo padronizado. Você pode fazer suas pesquisas nos sites das próprias faculdades ou então em outras fontes de avaliação na internet. O mais importante é que sejam bases de informações confiáveis.

4.      Elabore um plano de preparação

Agora que você entende quais são suas expectativas e objetivos, como funciona o processo de admissão e onde pretende estudar, chegou o momento de traçar um plano de preparação.

Nesse plano é interessante incluir suas principais metas, os meios que irá usar para alcança-las, assim como o tempo estimado para atingi-las.

Além disso, é importante também incluir na sua preparação, formas de melhorar seu idioma. Afinal, seu domínio no idioma do país onde pretende estudar é fundamental para seu sucesso em quase todas as etapas do processo de seleção. Portanto, se ainda não é fluente no idioma que precisa para cursar a graduação no exterior, comece já a cuidar desse quesito.

Como fazer graduação no Exterior: Melhores Destinos

como fazer graduação no exterior

Tão importante quanto saber o passo a passo de como fazer graduação no exterior é escolher o país onde se pretende estudar. Afinal, você terá que viver um bom tempo no destino escolhido. Então, quanto detalhista for ao analisar o país para cursar sua graduação melhor.

Para ajudar você nesse sentido, listamos abaixo, alguns dos melhores destinos para quem deseja fazer graduação no exterior. Confira!

·         Estados Unidos

Nos Estados Unidos estão presentes as universidades mais queridas pelos jovens de todo o mundo. Além de possuir um ensino acadêmico completo e excelente infraestrutura em suas instituições de ensino, este é um país que oferece outros atrativos que tornarão sua estadia para estudos ainda mais interessante.

A proximidade com os principais polos corporativos do mundo, assim como paisagens belíssimas e segurança aliada a um ótimo padrão de vida são apenas alguns deles. Além disso, a média de gastos que um estudante de graduação possui nos EUA é bem acessível, chegando próximo a US$65 mil anual.

Portanto, se saber como fazer graduação no exterior é o que sempre quis, este destino sem dúvida será uma ótima opção para começar a colocar em prático o seu desejo.

·         Canadá

Fazer faculdade no Canadá pode mudar a sua vida por diferentes motivos. Além do diploma canadense ajudar você a abrir diversas portas na carreira, este é um país capaz de lhe oferecer experiencias multiculturais riquíssimas. Não é à toa que o Canadá está entre os 10 melhores países do mundo no quesito educação.

Além disso, outro atrativo que faz boa parte dos estudantes optar pelo Canadá para graduação é o seu custo de vida. Em média, um estudante de graduação possui um custo de vida de cerca de R$4,5 mil mensal no país.

·         Inglaterra

A Inglaterra é um país que muitos consideram como referencia mundial em educação e não é por acaso. A melhor universidade do mundo está neste país, que é a University of Oxford segundo o ranking da Times Higher Education de 2020.

Além disso, na Inglaterra você pode ter acesso a várias bolsas de estudos para auxiliar no custeio dos seus estudos. Em média os custos para quem quer fazer graduação na Inglaterra é de £9.250.

·         França

Existem inúmeras razões que levam milhares de estudantes a fazer graduação na França e que vão além da qualidade acadêmica. Suas belezas naturais, gastronomia impecável e o custo relativamente baixo de vida para estudantes são apenas alguns deles.

Além disso, estudantes que vão fazer graduação na França podem se candidatar a mais de 200 programas de bolsa. Ou seja, oportunidades para reduzir os custos e garantir um ensino de qualidade neste país é o que não faltam.

Aproveite para conferir também uma matéria completa que preparamos com os 11 melhores países para fazer faculdade no exterior!

Portanto, agora que já sabe como fazer graduação no exterior e quais os melhores destinos para isso, não perca tempo. Faça um bom planejamento, adquira fluência no idioma escolhido e embarque nessa aventura que tem muito a agregar a sua carreira acadêmica e profissional!

Pronto para fazer faculdade no exterior? Faça como mais de 50 mil pessoas: preencha o formulário abaixo e fale com as melhores agências de intercâmbio e comece a planejar sua viagem.