11 melhores cidades para fazer intercâmbio na Irlanda

A Irlanda é uma dos principais destinos de intercâmbio, principalmente para a opção de Trabalho e Estudo de 8 meses. A riqueza cultural e a beleza do país se multiplica por todas as cidades para fazer intercâmbio, e isso é só um dos motivos porque estudar na Irlanda.

Estudar em uma das cidades da Irlanda é muito mais que aprender inglês, é vivenciar uma experiência completa de um lugar muito diferente do nosso pela religião, gastronomia, entretenimento, baladas, clima e tudo mais.

Pronto para conhecer as principais cidades para estudar na Irlanda? Então partiu!

As cidades mais populares para estudar na Irlanda

Para começar, vou falar das “queridinhas” dos intercambistas. Ou seja, aquelas que concentram mais de 80% dos estudantes brasileiros.

São as cidades maiores e mais populares da Irlanda e como o país é pequeno (menos de 5 milhões de pessoas), as outras cidades acabam ganhando pouca visibilidade, por serem realmente beeeem menores ou interioranas.

Nas 4 principais cidades fica a maior parte dos negócios, das escolas e do turismo da Irlanda. Por isso, também, acaba sendo o destino de tantos brasileiros.

Vamos ao que interessa agora!

Dublin, a capital irlandesa!

A capital irlandesa é também a cidade mais populosa (menos de 600 mil habitantes na capital e 1.8 milhões na região metropolitana).

Dublin é um misto de “interior” com agitação, principalmente para quem está acostumado com as grandes metrópoles brasileiras.

Molly Malone um dos simbolos da cidade de Dublin, Irlanda - Foto Pixabay
Molly Malone um dos simbolos da cidade de Dublin, Irlanda – Foto Pixabay

Por um lado, tem muitos e muitos pubs e diversos festivais ao longo do ano, incluindo o grandioso St Patrick’s day, Ocktoberfest, Festival of World Cultures e tantos mais.

Por outro, a cidade não tem prédios altos, o rio, os parques e a velocidade das coisas passa uma sensação de interior.

É a cidade que também concentra o maior número de opções de escolas (e as mais baratas) e também de brasileiros. Assim sendo, tem opção de custo-benefício, porém pode ter distrações pela quantidade de brasileiros.

Veja aqui porque estudar em Dublin 🙂

Cork

Rio Lee em Cork, Irlanda
Rio Lee em Cork, Irlanda

É a segunda maior cidade da Irlanda, mas tem apenas 120 mil pessoas! Apesar disso, entre os irlandeses, ela rivaliza com Dublin (estilo Rio-São Paulo).

Os cursos acabam sendo um pouco mais caros que Dublin, mas tem menos brasileiros. Por outro lado, é um lugar que vem recebendo investimentos e crescendo o seu mercado de trabalho.

Para não dizerem que não falei de flores, dentro da ilha é a melhor opção para surfistas (que topam enfrentar o frio e a água gelada).

Cork fica a pouco mais de 3 horas de Dublin e tem seu próprio aeroporto com algumas saídas para a Europa. Quem está pensando em viajar durante o intercâmbio este é um fator que pode fazer diferença.

Veja aqui porque estudar em Cork:)

Galway

Aaahhh Galway, se sua costa, seus festivais e seus Pubs falassem…

Com certeza contariam muitas histórias legais! 🙂

Apreciando a orla de Galway, Irlanda
Apreciando a orla de Galway, Irlanda

É a segunda cidade mais famosa da Irlanda na Europa. Além de ser linda, tem um clima todo especial, pela arquitetura e pela orla.

Tem menos de 80 mil habitantes e se tornou uma boa opção para o intercambista quer fugir de Dublin e manter o clima “multicultural”.

Além de diversos festivais (como o Galways Arts Festival), a região é privilegiada. Lá ficam os famosos Cliffs of Moher, uma das paisagens mais lindas Irlanda, além do Burren National Park,

Galway fica a 2,5 horas de Dublin e também tem seu próprio aeroporto, porém tem bem menos voos diretos para a Europa do que Cork e Dublin. Na verdade, o aeroporto fica em Shannon, a 1 hora de Galway, o aeroporto da cidade não opera voos comerciais.

É uma cidade que já tem duas músicas com o nome de “Galway Girl”… Em outras palavras, é um lugarzinho que tem tudo para você se apaixonar!

Veja aqui porque estudar em Galway:)

Limerick

Por ser uma cidade universitária, cheia de jovens e rica em cultura, é um dos lugares mais interessantes para fazer intercâmbio na Irlanda. E vem ganhando cada vez mais força…

O custo de vida em Dublin e Cork principalmente vem crescendo, fazendo com que Limerick e outras cidades que antes eram “secundárias”, passassem a ganhar mais visibilidade.

Ruinas de um castelo na região de Limerick, Irlanda - Foto Pixabay
Ruinas de um castelo na região de Limerick, Irlanda – Foto Pixabay

Se por um lado a cidade tem um população super jovem e animada, o clima da cidade é um dos mais cinzentos da cinzenta Irlanda. Pois é, pode ser mais barata, mais animado, mas sempre tem o outro lado 🙂

A cidadezinha, uma das maiores da Irlanda tem pouco menos de 100 mil habitantes e fica a pouco menos de 3 horas de Dublin, e a menos de 1 hora de Galway e do aeroporto de Shannon.

Onde mais estudar na Irlanda?

Nem só das “grandes cidades” são feitos os intercâmbios, ainda mais na Irlanda, “a fazenda da Europa”, como alguns brasileiros gostam de chamar carinhosamente.

Morar em cidades menores na Irlanda é uma opção incrível para vivenciar a cultura local e poder reduzir os custos do dia-a-dia.

Faça intercâmbio agora - Irlanda

Além disso, algumas cidades ficam em regiões nobres ou mesmo em áreas metropolitanas, o que facilita a vida para quem não quer se afastar dos grandes centros.

Bray

Um lugarzinho para quem quer paz no seu intercâmbio. Aliás, é uma pequenina cidade praieira (menos de 30 mil habitantes), onde vive uma população mais bem de vida, digamos assim….

Vista da praia de Bray, Irlanda - Foto Pixabay
Vista da praia de Bray, Irlanda – Foto Pixabay

As opções de lazer são menores, assim como as opções de trabalho, mas a tranquilidade e a beleza do lugar compensam, e muito!

Em termos de escolas, Bray tem opções de boa qualidade, tanto para estudar inglês quanto para ensino superior.

De qualquer forma, de trem, você estará a 30 minutos de Dublin.

Waterford

Ruas estreitas no centro de Waterford, Irlanda - Foto Pixabay
Ruas estreitas no centro de Waterford, Irlanda – Foto Pixabay

Outra cidadezinha de 50 mil habitantes que fica entre Cork e Dublin – a uns 170 km de Dublin, e 120km de Cork.

É outra cidade universitária com uma população jovem e bastante opções para estudantes. Apesar de pequena, como quase todas as cidades da Irlanda, tem excelente infraestrutura.

Enfim, para quem quer sossego, um custo de vida menor, poucos brasileiros, e não ficar tão longe dos aeroportos, Waterford é uma opção.

Vale dizer, que nem sempre as agências tem opções de escolas da cidade, que obviamente, são poucas.

Kilkenny

A cidadela de pouco mais de 20 mil pessoas é famosa pelo seu castelo e também pela cervejaria Kilkenny. Honestamente, eu não gosto de cerveja, mas gostei desta Irish Red Ale.

Pub em Kilkenny, cidade cervejeira da Irlanda - Foto Pixabay
Pub em Kilkenny, cidade cervejeira da Irlanda – Foto Pixabay

Para quem pensa em fazer o badalado tour da Guinness e gosta de cerveja, pode ir para Kilkenney e fazer o Smitwicks Experience e conhecer uma pouco mais da história cervejeira do país.

A cidade fica a pouco menos de 2 horas de Dublin e Cork, e menos de 3 horas de Galway, ou seja, bem no meio de tudo 🙂

Ennis

Pequeno Pub em Ennis, interior da Irlanda - Foto Pixabay
Pub em Ennis

Mais uma das cidadezinhas de 20 e poucos mil habitantes, Ennis é lugar aconchegando que fica entre Galway e Limerick. Aliás, conheci gente que morava em Limerick e trabalhava em Ennis.

Apesar de pequena, tem poucas, mas boas opções de escola. É claro que também é um bom lugar para fugir do amontoado de brasileiro das cidades maiores.

Sligo

Centro de Sligo, Irlanda - Foto Pixabay
Centro de Sligo, Irlanda – Foto Pixabay

Mais lá ao norte, encontra-se Sligo, uma cidade costeira que fica a 2 horas de Galway e 3 horas de Dublin.

Além de Sligo ter seus próprio encantos (como Benbulbin e Knocknarea), fica pertinho de Donegal, o principal destino para ver a Aurora Boreal na Irlanda.

Killarney

A cidade do Killarney National Park é a menorzinha da nossa lista, com 14 mil habitantes. Além de linda e contar com alguns castelos, a cidade faz parte do “Ring of Kerry“, um das rotas mais famosas e bonitas do país.

Killarney fica a 1,5 hora de Cork e a mais de 3,5 horas de Galway e Dublin.

Muckross na cidade de Killarney, Irlanda - Foto Pixabay
Muckross na cidade de Killarney, Irlanda – Foto Pixabay

Malahide

Assim como Bray, Malahide é uma cidade da região metropolitana de Dublin e fica menos de 30 minutos da capital, de DART (trêm irlandês).

O lugar é famoso para os moradores da região de Dublin pois o Malahide Castle tem um jardim lindo aberto ao público, onde muitas famílias e rodas de amigos se juntam para curtir o fim de semana.

Jardim do castelo de Malahide, na região de Dublin, Irlanda - Foto Pixabay
Jardim do castelo de Malahide, na região de Dublin, Irlanda – Foto Pixabay

Existem escolas na região, mas mesmo se você for estudar em Dublin é possível ir e vir de lá.

Custo de Vida na Irlanda

Um intercambista na Irlanda vai gastar de 500 a 700 euros para os custos essenciais do seu dia-a-dia (detalhes aqui).

Para quem está indo, o principal custo é o preço do curso, mas para quando você chega lá, o seu principal custo será a acomodação, principalmente para cursos de longa duração.

Bicicletas no centro de Dublin, na Irlanda - Foto Pexels
Bicicletas no centro de Dublin, na Irlanda – Foto Pexels

Nestes casos, você vai alugar uma casa ou um quarto e dividir com colegas intercambistas.

É aqui que a cidade para fazer intercâmbio é importante:

Dublin está realmente lotada e o preço da acomodação vem subindo muito. Na minha época (em 2008/2009), eu pagava 325 para dividir um quarto com uma pessoa…

E achava caro, bem caro!

Hoje em dia, por este valor espere dividir um quarto em Dublin com pelo menos mais 3 pessoas.

Por isso, buscar cidades alternativas pode ser interessante, pois reduzirá o seu custo e ainda pode aumentar o seu conforto!

Os demais custos costumam ser muito parecidos, exceto o custo de transporte…

Transporte e Turismo

Se locomover na Irlanda é relativamente fácil. Entre as cidades, os sistemas de ônibus e trem funcionam bem, e se você fizer o percurso com frequência, existem passes mensais ou semanais que barateiam as viagens.

O'Connel Street, no centro de Dublin, Irlanda
Gastando sola de sapato no centro de Dublin, Irlanda

Dentro das cidades, o mais comum para o intercambista é andar a pé ou comprar um bicicleta, tanto em Dublin, quanto em outras cidades menores.

Porém, em lugares como Dublin eventualmente será necessário usar um ônibus (Dublin Bus), LUAS (Veículo leve sobre trilhos) ou o DART. Se você mora no interior, isso quase nunca será necessário, o que reduz um pouco o custo.

Por outro lado, se fizer intercâmbio no interior da Irlanda, quando quiser viajar para fora do país, terá que fazer uma pequena viagem para os aeroportos do país, em Dublin, Cork ou Shannon.

Por isso, vale a pena pesar os custos de cada um dos pontos em cada uma das cidades da Irlanda.

Perguntas Frequentes sobre a Irlanda

Sim, é possível trabalhar fazendo intercâmbio na Irlanda.

Para cursos de inglês, isso é possível no curso de 6 meses. É possível também para cursos de Graduação.

Para cursos com duração menor de 90 dias, você poderá entrar no país como turista. Para cursos maiores que 90 dias, é preciso solicitar o seu visto na chegada ao país.

O visto mais comum é o Stamp 2, de Trabalho e Estudo de Inglês. Para tirá-lo, é necessário estar matriculado em uma escola, abrir uma conta Irlanda, comprovar 3000 euros nesta conta e pagar uma taxa de 300 euros.

Este visto tem validade de 6 meses de curso e mais 2 meses de férias. O visto pode ser renovado até 2 vezes, completando um máximo total de 24 meses para estudo de idioma na Irlanda.

  • Dublin (Capital)
  • Galway
  • Cork
  • Limerick
  • Bray
  • Ennis
  • Waterford
  • Kilkenny
  • Killarny

Para cursos de curta duração, todos os destinos que falam inglês são ótimas opções, sendo que África do Sul e Canadá costumam ser as alternativas mais baratas.

Para cursos de inglês de longa duração, acima de 6 meses, as principais alternativas são Austrália e Nova Zelândia, pois também trabalhar enquanto estuda.

Para cursos de Graduação e Especialização, o Canadá é o destino mais interessante, principalmente por conta do programa Co-op, que permite estudo e trabalho com uma série de vantagens.

  1. Preço do intercâmbio na Irlanda
  2. Acesso à trabalho (para os cursos de maior duração)
  3. Fácil acesso ao visto
  4. Diversidade cultural
  5. Hospitalidade irlandesa
  6. Qualidade de vida
  7. Possibilidade de viagens pela Europa
  8. Comunidade brasileira
  • Clima geralmente frio e nublado
  • Comunidade brasileira muito grande pode dificultar o seu aprendizado de inglês

O clima na Irlanda é ameno e relativamente estável ao longo do ano. No versão a temperatura varia de 10 a 20 graus celcius, enquanto no inverno a variação é de 0 a 10 graus. Eventualmente a temperatura pode chegar a 25, assimo como raramente fica abaixo de zero e dificilmente neva com grande intensidade.

A maior reclamação dos intercambistas na Irlanda é a chuva intermitente e o céu constantemente nublado. Além disso, pode ventar bastante na Irlanda, aumentando a sensação de frio.

É relativamente fácil. Quanto melhor seu idioma e mais você for atrás, maiores as chances de conseguir um emprego logo.

Cerca de 80% das pessoas conseguem emprego em até 3 meses, com uma remuneração suficiente para se manter no país.

  • Garçom / garçonete em Pubs, bares ou em eventos
  • Kitchen Porter (Assistente de Cozinha / Lavador de Prato)
  • Atendente de cafeteria
  • Atendente / caixa de mercado
  • Entregador de jornal / panfleto
  • Faxineiro (a)
  • Camareiro (a)

A maioria dos intercambistas ganha de 600 a 1000 euros por mês, o que é suficiente para se manter no país durante o interrcâmbio.

Um intercambista pode trabalhar legalmente até 20 horas por semana durante as aulas e 40 horas por semana, durante as férias.

O salário mínimo é de 10,10 euros, a partir de 2020.

É comum as pessoas trabalharem mais ou menos horas do que é estabelecido legalmente, assim como é possível ganhar mais que o salário mínimo.

Os intercâmbios mais comuns para a Irlanda são para estudar inglês. Segue referências de valores:

A opção mais barata é o intercâmbio de inglês de 8 meses, com curso de 6 meses + 2 meses de férias.

O curso custa a partir de ~R$ 8.000 e o investimento total fica em aproximadamente R$ 28,500.

O visto de estudo de inglês com trabalho de 8 meses, permite trabalhar part-time (4 horas por dia) durante as aulas e full-time (8 horas / dia) nas férias.

Intercambistas, estudantes de inglês, normalmente conseguem emprego até o seu terceiro mês no país.

É possível ficar na Irlanda estudando inglês por até 24 meses. Ou seja, considerando o programa de 8 meses (6 de aulas + 2 de férias), você pode renovar o curso até 2 vezes.

Caso queira fazer outro tipo de curso, é possível estender a permanência.

Como o trabalho na Irlanda é por hora, depende muito da quantidade de horas.

Considerando que você vai trabalhar 20 horas por semana e o salário mínimo de é 10,10 Euros, você terá pelo menos 800 euros por mês de salário.

No caso de garçom, é possível incluir também um valor de gorjetas que pode chegar 20% do salário. Porém, depende do local que trabalhará.

10,10 euros por hora é o salário mínimo na Irlanda (a partir de 2020). O pagamento usualmente é realizado semanalmente e não existe mínimo mensal de horas.

A opção mais comum para brasileiros trabalharem na Irlanda como intercambistas é o curso de 6 meses de inglês, com 2 meses de férias.

Este visto permite trabalhar part-time (4 horas por dia) durante as aulas e full-time (8 horas / dia) nas férias.

É possível trabalhar também, caso esteja estudando graduação, mestrado/doutorado ou se tiver passaporte europeu.

Pronto para escolher a cidade para estudar na Irlanda? 🙂

Preencha o formulário abaixo e fale com diversas agências especialistas em Irlanda, receba várias cotações e destinos e prepare-se para embarcar!