Roteiro de Viagem – 21 dias no Leste Europeu

Para aqueles que querem conhecer uma Europa diferente, dar aquela volta pelo Leste Europeu, é fundamental!!!

Uma região que mistura belezas naturais, história antiga e moderna (muito do que estudamos e até vimos na TV). Além dos famosos destinos do Leste como por exemplo Praga (República Tcheca) e Budapeste (Hungria), há muito o que descobrir, até mesmo (e diria principalmente) Bósnia e Montenegro.

No que fiz, ao todo foram Vinte e Um dias de férias, sendo que dois deles foi voando… hehehe. Por isso, abaixo, os dias são de 1 a 19

Dia 1 – Viena, Austria (três dias). Ok, apesar de ser uma uma linda alternativa para incluir ou começar a trip, não é Leste Europeu, mas comecei por aí por um acordo de casal – eu havia acabado de passar uns dias em Praga a trabalho. A minha sugestão seria começar o roteiro do Leste por Praga, República Tcheca, sendo que dois dias é suficiente para os mais apressados, ou três para aqueles que gostam de um pouco mais de tranquilidade! A cidade é linda, os preços são razoáveis – mas é preciso tomar cuidado com as bebidas, seja cerveja ou suco de laranja -, e para os baladeiros, tem muita alternativa bacana.

Foto tirada na torre do relógio Atronômico em Praga, República Tcheca
Foto tirada na torre do relógio Atronômico em Praga, República Tcheca

Dia 4 – Bratislava, Eslováquia (um dia ou algumas horas). No caminho natural para Budapeste está Bratislava. Se saísse de manhã de Viena (ou de Praga), passaria o dia no trem. Parando na Eslováquia, é possível chegar ainda pela manhã para conhecer a cidade de Bratislava, ou pelo menos o centro turístico, que pode ser feito realmente em algumas horas, com a vantagem de ser um lugar barato para comer e bem tranquilo para passear. Indico a parada, apesar do destino não ser nenhuma grande atração.

Dia 5 – Budapeste, Hungria (três dias). Um dos destinos tradicionais do Leste Europeu faz jus a fama, A CIDADE É LINDA! Talvez a mais cara da região, mas vale muito passeio todo e três dias foram adequados. Dois seriam suficientes para conhecer Buda e Peste e o seu rio Danúbio, que vai te acompanhar por toda a viagem.

Parlamento em Budapeste, Hungria
Parlamento em Budapeste, Hungria

Dia 8 – Belgrado, Sérvia (dois dias). O país que parece o mais pobre da região, seja pelos mendigos, seja pelas cicatrizes da guerra civil recente é um lugar diferente, mas que é muito charmoso e jogou sério na história moderna e antiga! Dois dias são suficientes! Vale o detalhe: a Sérvia exige visto, é preciso planejar com antecedência a sua ida.

Por do sol no Forte Kalamegdan, em Belgrado, Sérvia
Pôr do sol no Forte Kalamegdan, em Belgrado, Sérvia

Dia 10 – Sarajevo, Bósnia (dois dias). Talvez o ponto alto da viagem. Sarajevo além de uma cidade muito simpática, tem ótima comida, uma mistura de religiões linda, tem uma tradição com café muito interessante e, por fim, foi onde se iniciou a 1a guerra mundial e tem toda a história da guerra da Bósnia na década de 90 que é algo chocante e interessantíssimo. PARADA OBRIGATÓRIA! Dois dias são suficientes para a capital. Antes de chegar a Belgrado, todos as viagens foram de trem, para Sarajevo, valeu a pena pegar um voo pela Jat Airways, 70 Euros.

Por do sol no Café Vidikovac em Sarajevo, Bósnia
Pôr do sol no Café Vidikovac em Sarajevo, Bósnia

Dia 12 – Tivat, Kotor, Budva, Skadar Lake e Podgoria em Montenegro (três dias). Calma, explico porque tantos lugares! O voo da Jat Airways – que fez escala em Belgrado – chegou em Tivat onde aluguei um carro e dei uma volta… Nada muito o que ver, assim como na capital Podgorica. Porém, apesar das fotos e tudo mais, Montenegro foi a maior e melhor surpresa da viagem!!! Kotor, Budva e Skadar Lake são lugares fantásticos, MARAVILHOSOS!!! Outra PARADA OBRIGATÓRIA, que quase não é falada por aí. Vejam as fotos, três dias foram suficientes, mas há quem vá querer ficar um pouco mais =o)

Um dos lugares mais fantásticos para o por do sol, Sveti Stefan (proximo a Budva), Montenegro
Um dos lugares mais fantásticos para o pôr do sol, Sveti Stefan (próximo a Budva), Montenegro
A Bailarina de Budva, Montenegro
A Bailarina de Budva, Montenegro

Dia 15 – Prishtina, Kosovo (um dia, ou algumas horas). Um dos países mais recentes do mundo que foi (esperamos) o último a se livrar da Iugoslávia (ou da Sérvia, se preferirem), tem um tom melancólico marcado pelo fiz da recente guerra. Um país que, nem transporte público tem direito, e apenas começa a dar os seus primeiros passos, e por isso, o monumento abaixo! Fui para o Kosovo de ônibus e fui embora de ônibus parando em Skopje na Macedônia ante de ir a Sofia, também de ônibus por conta dos horários do trem.

O monumento New Born (recem nascido) no centro de Pristina, Kosovo
O monumento New Born (recem nascido) no centro de Pristina, Kosovo

Dia 16 – Sofia, Bulgária (dois dias). A cidade tem lá suas belezas, mas confesso que tinha uma outra expectativa! Valeu a pena, mas se tivesse dois dias a menos, talvez seria o local a ser sacado.

Dia 18 – Bucareste, Romênia (dois dias). A cidade surpreende pela sua beleza e por ter 0 Parlamento – a segunda maior construção administrativa do mundo – a primeira fica nos EUA). Além disso, na região tem dois castelos: o de Peles, considerado um dos mais bonitos do mundo (e que estava fechado quando eu fui=/ ) e O DO DRÁCULA (Bran Castle)! Valeu alugar o carro e passear pela região. Talvez valha a pena ficar dois dias em Bucareste e mais um para este passeio nos castelos. Fato é que como era o último destino, estava bem cansado e não aproveitei como deveria, ai parece que um dia foi suficiente em Bucareste.

Por fim, preciso explicar porque NÃO escolhi certos destinos, como Croácia e Grécia. A bem da verdade é que estes países aparentemente requerem mais dedicação. É dizer, se passar três ou quatro dias, vai faltar algo muuuuito importante, então é melhor fazer em outra oportunidade. Além destes, claro, tem os países menos procurados como Albânia, Macedônia, Bielorússia, etc. Ah, tem a Polônia, que é SENSACIONAL, fiz em outra tour!

 

Mapa Leste Europeu. Fonte: https://goeasteurope.about.com/
Mapa Leste Europeu. Fonte: https://goeasteurope.about.com/

 

Homero Carmona

Blogueiro desde 2008, ano em que fez seu primeiro intercâmbio e começou a viajar por aí! Atualmente coleciona mais de 40 países no seu passaporte e sonha conhecer todos os 200 e poucos por este mudão a fora... Seu hobby é fazer com que mais gente viaje, todo dia, cada dia mais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *