Roteiro de Viagem – América do Sul – Chile e Bolívia, 16 dias

América do Sul é sempre uma alternativa para quem quer fazer uma viagem mais em conta, principal-mente quando de fala de Chile e Bolívia. Combinar os dois destinos em uma só viagem é uma excelente idéia para quem quer unir paisagens urbanas, litorâneas, montanha e deserto de uma vez só!

Santiago (Cinco dias)

Cheguei lá de avião no dia 31/12/2010 às 20h, ou seja, tive tempo só de chegar no hostel (Plaza de Armas Hostel, bom, casal por US$54/noite em 2010), deixar as coisas, e correr para ver a virada na torre de TV da cidade a cinco minutos dali.

Bom, em cinco dias por lá, tiramos três dias para conhecer as maravilhas da cidade em si: Casa do Pablo Neruda, bairro de Bellavista, Palácio de la Moneda e Praça da Cidadania, subir de Funicular ao Cerro San Cristobal, etc.

Os outros dois dias, fizemos o tour a vinícula de Concha y Toro e o famoso Casidellero del Diablo, também alugamos um carro para subir até o Valle Nevado, que, por ser verão, nem nevado estava e acabou que a maior diversão foi dirigir morro acima: ALUCINANTE!

Restaurante Giratório, bairro de Providencia, Santiago do Chile
Restaurante Giratório, bairro de Providencia, Santiago do Chile

Quando em Santiago, vá ao restaurante Giratório (acima), no bairro da Providência, comida e visual imperdíveis!

Viña del Mar e Valparaíso (dois dias, uma noite)

Para facilitar a vida, peguei sete noites em Santiago, sendo que uma delas, serviu apenas para guardar as malas, pois fui passar dois dias em Viña del Mar.

Dormi uma noite em Viña – fica a uma hora de Santiago – e foi lá que aproveitei o primeiro dia, passeando pelas ruazinhas, praias e pela outra casa de Pablo Neruda. O segundo, passei em Valparaíso, que tem muito mais jeito de cidade mesmo e conta com seus casinos, restaurantes e shoppings caros. No fim do dia, tomei o ônibus de volta para Santiago.

Valparaíso, Chile
Valparaíso, Chile

San Pedro do Atacama (três dias)

Terminada a odisseia em Santiago e arredores, parti para o aeroporto de Calama, de onde se pega uma van para San Pedro.

Nos dois primeiros dias, – sugerem – não fazer os passeios que vão para as maiores altitudes pois pode-se passar mal. Então, cheguei e fiz no primeiro dia o passeio do Valle de la Luna, no segundo um passeio pelas Lagoas Altiplanas e o Salar do Atacama e por fim o passeio de Geisers del Tatio – este sim, a 4.000m de altitude. Os passeios saem normalmente entre 4 e 7 da manhã e voltam no fim da tarde.

Geiseres del Tatio, San Pedro de Atacama, Chile 5
Gêiseres del Tatio, San Pedro de Atacama, Chile

Tinham uns passeios a noite para observar o céu, mas não tinha forças. A região do Atacama, é considerada o melhor local para observação das estrelas! =o)

Mais fotos do Atacama.

Salar do Uyuni (três dias)

Para conhecer os encantos deste lugar, é preciso pegar um tour que te leva até a cidade do Uyuni passando por todo parque e suas maravilhas. No primeiro dia, passa-se pela imigração (óbvio), por uma piscininha termal e por três lagoas coloridas espetaculares. No segundo, mais algumas lagoas coloridas e repletas de vicuñas e flamingos! O segundo dia é fechado com chave de ouro, dormindo em um hotel feito inteirinho de sal- SECO PARA CHUCHU! hehe

No último, finalmente chega-se ao Salar do Uyuni, uma maravilha incontestável da natureza que nos faz virar crianças novamente!!!

Brincando com o infinito no Salar do Uyuni 1
Brincando com o infinito no Salar do Uyuni

No fim, ainda tem uma ilha de cactus gigantes e um museu de esculturas feitas em sal. Chega-se então na cidade de Uyuni onde você tem que se virar para partir para o próximo destino!

Veja mais fotos do Uyuni!

Sucre (um dia)

Tinha a opção de ir para Potosi (famoso pelas minas) ou Sucre, capital histórica e charmosa da Bolívia e escolhi a segunda para passar apenas um dia – o suficiente. Muito bonitinha a cidade, com destaque a um claustro de freiras construído há séculos atrás… muito bonito e intrigante pelo fato de ter gente que não sabe o que é o mundo lá fora!

Legal foi para chegar até lá. Não tinha mais ônibus direto e peguei um ônibus de Uyuni até Potosi, onde cheguei de madrugada. Lá, peguei um táxi que dividi com mais dois estranhos. Foram 155km, 2:30horas de viagem e R$30 por pessoa. Tudo muito barato na Bolívia.

Santa Cruz de la Sierra (dois dias)

De lá partia meu voo, e por ser a segunda maior cidade do país, resolvi ficar dois dias. Erro meu, em um dia é possível conhecer tudo – que é quase nada – da cidade. Mais de uma pessoa me disse que lá tem mulheres lindas, sinceramente, não vi nada disso…. hehe.

Se pudesse voltar atrás, teria ficado só um dia em Santa Cruz, e teria ficado um dia em Potosi ou um dia a mais em San Pedro do Atacama.

Homero Carmona

Blogueiro desde 2008, ano em que fez seu primeiro intercâmbio e começou a viajar por aí! Atualmente coleciona mais de 40 países no seu passaporte e sonha conhecer todos os 200 e poucos por este mudão a fora... Seu hobby é fazer com que mais gente viaje, todo dia, cada dia mais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *