Tecnólogo em Portugal: Quanto Custa e Como Funciona?

Fazer um curso técnico superior, ou seja, um tecnólogo em Portugal é uma alternativa interessante para brasileiros que possuem segundo grau completo. Uma ótima opção para lhe capacitar para o mercado de trabalho, através das aulas teóricas e estágios.

Então vamos nessa estudar em Portugal? 🙂

Como funciona o Tecnólogo em Portugal?

Um curso técnico superior de curta duração em Portugal dura 2 anos, aliando 3 semestres de disciplinas teóricas e um semestre de estágio. O Tecnólogo é uma boa alternativa por tem custo baixo comparado com a graduação, é mais curto e permite você se inserir no mercado de trabalho.

Outra facilidade, é que a maioria das instituições não exigem prova para acessar ao curso!

Por fim, se no futuro deseja realizar uma graduação em Portugal,  boa parte da formação efetuada no técnico superior pode ser utilizada para reduzir a quantidade de matérias a cursar.

Além disso, existem oportunidades de para bolsa de estudos em algumas instituições.

Qual a diferença do Tecnólogo com uma Graduação regular?

Tecnólogo Em Portugal

A principal diferença entre um curso de técnico superior e um graduação é o tempo que você vai levar até se formar. Enquanto graduação, dura entre 3 e 4 anos os cursos tecnólogos duram de 2 anos.  

O  técnico superior foi criado devido a necessidade do mercado de trabalho e, com eles, você consegue uma formação mais rápida, interagindo com o perfil profissional que as empresas estão de fato procurando.

Neste sentido, a grade curricular é mais focada  nas necessidades de curto prazo do mercado de trabalho, com mais disciplinas práticas e menos teóricas.

Quanto Custa um Tecnólogo em Portugal?

Custo anual da Tecnólogo em Portugal é de 1300 a 2200 Euros por ano, o preço a depender da localização, instituição e do curso. Além da matrícula, que custa de 30 a 350 euros.

Visto para Tecnólogo em Portugal

Para conseguir o visto em Portugal para um Tecnólogo é muito similar a qualquer outro curso superior, sendo necessário comprovar a aceitação no curso técnico em Portugal e a capacidade de se manter durante os estudos.

Veja a lista de itens necessários para seu visto de tecnólogo.

  • Carta de aceitação da universidade: Carta de aceitação emitida pela instituição de ensino portuguesa 
  • Declaração assinada pelo aluno dizendo o curso que pretende fazer, nome da instituição de ensino em que o curso será feito, data de início e fim e local de alojamento em Portugal.
  • Comprovativo dos meios de subsistência: Os meios de subsistência em Portugal podem ser comprovados por comprovante da bolsa de estudos ou termo de responsabilidade escrito por um familiar ou declaração de imposto de renda do aluno, nos casos em que seja ele o responsável pela sua subsistência em Portugal.
  • Comprovantes de Alojamento com declaração da instituição de ensino de residência universitária; comprovante de arrendamento de habitação feito pelo próprio requerente; Carta-convite feita por um cidadão que resida legalmente em Portugal; ou, caso não possua um dos documentos, reserva em hotel, por um período mínimo de uma semana – tempo para procurar uma residência definitiva
  • Seguro médico internacional de viagem: Seguro médico internacional de viagem, válido pelo período que vai permanecer em Portugal ou PB4 (Seguro saúde gratuito, devido o acordo entre Brasil e Portugal );
  • Atestado de antecedentes criminais emitido pelo site da Polícia Federal do Brasil
  • Comprovante de pagamento do curso
  • Cópias de documentos pessoas, foto, passaporte etc.
  • Entrega dos formulários e documentos no consulado Português após agendamento.

Pode trabalhar enquanto estuda no Tecnólogo em Portugal?

A primeira resposta é “depende”. O visto de estudante não dá automaticamente o direito a trabalhar, mas existem possibilidades e aqui vão as principais delas para ajudar você a pagar seu curso e sua estadia:

  • Você pode encontrar um emprego em Portugal e solicitar a autorização de trabalho junto Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF). Para isso, você precisará contar a ajuda do seu empregador, que será seu patrocinador no processo de visto. Mas antes de conseguir um empregador a dica é se qualificar o máximo possível, seja com um curso na área, seja com cursos de idioma, por exemplo
  • Você pode buscar formas alternativas de ganhar dinheiro no seu intercâmbio, como escrever para um blog ou trabalhar para alguma plataforma de internet global que não dependa da sua localização física nem de visto de trabalho
  • Principalmente nas férias e nas temporadas de turismo, surgem muitas oportunidades de trabalho temporário. Porém, você também não tem autorização para este tipo de trabalho, então estaria trabalhando ilegalmente, o que é altamente não recomendado, claro

Custo de vida em Portugal

Ruas de Lisboa em Portugal
Ruas de Lisboa em Portugal

Seus gastos mensais vão variar bastante em função da cidade onde for fazer seu intercâmbio. Enquanto estudar nas grandes cidades como Lisboa, Porto ou Coimbra pode ser um pouco mais caro, escolher Évora, Beja ou até mesmo Braga, pode ser um pouco mais barato!

Para se ter uma referência dos custos mensais:

  • Hospedagem em uma quitinete (que em Portugal chamam de T 0 ) ou então compartilhando a casa com outros intercambistas pode ficar e 200 a 600 euros. Como disse, isso vai depender da cidade, da localização e do padrão do imóvel
  • Água, Luz, telefone, internet etc. – ~100 euros/mês
  • Mercado ~150 euros/mês
  • Considere + 100 euros/mês para outros custos como transporte, lazer e alguma exceção

Total de 700 a 1,000 euros por mês é o custo de vida para um estudante morando em Portugal para seu tecnólogo!

Perguntas frequentes sobre Tecnólogo e Graduação Portugal

  • Matrícula no curso: de 125 a 800 euros
  • Custo anual da Graduação em Portugal: de 3000 a 7000 Euros por ano, a depender da localização, instituição e do curso.

É possível utilizar a nota do ENEM, assim como existem universidades com provas online que você pode fazer ainda no Brasil

  • Hospedagem em uma quitinete (que em Portugal chamam de T 0 ) ou então compartilhando a casa com outros intercambistas pode ficar e 200 a 600 euros. Como sempre isso vai depender da cidade, da localização e do padrão do imóvel
  • Água, Luz, telefone, internet etc. – ~100 euros/mês
  • Mercado ~150 euros/mês
  • Considere + 100 euros/mês para outros custos como transporte, lazer e alguma exceção

Total de 700 a 1,000 euros por mês é o custo de vida para um estudante morando em Portugal!

O visto de estudante não dá automaticamente o acesso a trabalho em Portugal. Entretanto, é possível procurar um emprego em que a empresa “patrocina” o seu visto para trabalhar no país. Isso é algo relativamente comum para brasileiros vivendo em Portugal e outros lugares da Europa.

Custo anual da Tecnólogo em Portugal é de 1300 a 2200 Euros por ano, o preço a depender da localização, instituição e do curso. Além da matrícula, que custa de 30 a 350 euros.

A principal diferença entre um curso de técnico superior e um graduação é o tempo que você vai levar até se formar. Enquanto graduação, dura entre 3 e 4 anos os cursos tecnólogos duram de 2 anos.

Além disso, o curso é mais voltado para atividade técnicas e práticas para o mercado de trabalho.

  • Lisboa
  • Porto
  • Braga
  • Coimbra
  • Aveiro
  • Sintra
  • Faro

Para o solicitação do visto de estudante há duas fases. Primeiro será preciso solicitar o visto ainda no Brasil, o processo é feito no site do vfsglobal.

O estudante receberá uma autorização de residência temporária de 4 meses.

Quando chegar a Portugal o estudante deverá solicitar uma autorização de residência junto ao Serviço de Estrangeiros e Fronteiras – SEF. Essa autorização deverá ser renovada anualmente.

  1. Possibilidade de trabalhar enquanto estuda;?
  2. Crescimento pessoal;?
  3. Possibilidade de viajar pela Europa sem gastar muito;?
  4. Custo atrativo (universidades renomadas com bom valor);?
  5. Qualidade de ensino (universidades portuguesas estão entre as melhores universidades do mundo).?

Veja todos os motivos para estudar em Portugal!

O clima de Portugal é considerado do mediterrâneo. No verão as temperaturas são altas e quase nunca chove. Já no inverno, chove bastante e o clima é mais úmido.

No início, a maioria das ofertas está na restauração, no comércio e na hotelaria. Mas não fiquei desanimado, pois é possível conseguir um bom estágio e através do conhecimento e network trabalhar na sua área profissional.

Conclusão

Com tudo isso, fazer um curso tecnólogo em Portugal é uma questão de escolha! É uma formação técnica de alto nível, de capacitação para o mercado de trabalho em curto tempo e sua formação permite ter acesso ao ensino superior e equivalências em unidades curriculares.

Interessado em intercâmbio de Tecnólogo ou graduação em Portugal? Preencha o formulário abaixo e fale com agências especialistas em intercâmbio em Portugal!

Jaqueline Abreu Jaque

A Jaque é especialista em Intercâmbio para Ensino Superior na Europa pela ICJK Intercâmbios.