4 coisas para escolher data de embarque do intercâmbio?

Na hora de escolher o melhor período do ano para estudar no exterior, existem algumas coisas que precisamos considerar. E dependendo das escolhas que você fizer para seu intercâmbio, a data de embarque fica ainda mais relevantes. Bom… vamos lá, afinal, quando fazer seu intercâmbio?

#1 – Duração do intercâmbio

A primeira coisa a se considerar é a duração do seu intercâmbio. Para intercâmbios de 1 ano ou mais, minha recomendação é que você escolha a data de embarque pelo valor e pela facilidade de adaptação. Como você vai poder aproveitar todas as estações do ano, todos os possíveis eventos do país etc. estes dois fatores podem ser bastante relevantes.

Dependendo do mês do ano, os preços de passagem e estadia podem mudar consideravelmente. Além disso, em função das temporadas de turismo ou da estação do ano, você pode se adaptar mais facilmente ao país.

Simulador Online de Orçamento e Preços de Intercâmbio

Para cursos de 6 a 8 meses, é importante analisar principalmente a sua preferência por frio ou calor e a sua intenção de trabalhar. Irlanda e Inglaterra são bons exemplos… Se você ficar 6 meses no outono e inverno, terá uma rotina bastante diferente em função do clima da cidade e da quantidade de horas com sol. Além de pegar, no verão e primavera, grande parte do movimento turístico e cultural do país, que ficam concentrados neste períodos. Isso tem o lado bom, do movimento, do aumento da oferta de emprego etc, e o lado ruim de eventualmente ter as coisas mais caras.

Para cursos até 3 meses, mas principalmente cursos de 1 mês, a parte do clima é ainda mais relevante. Você certamente só vai aproveitar um “clima” do país, uma estação do ano. Então a pergunta é: quer aproveitar o verão e topa pagar uma pouco mais caro por isso, ou prefere o inverno para ter um clima diferente e até ter mais foco nos estudos?

#2 – Destino do intercâmbio

O destino impacta muito em função da temporada. Na Europa, os a temporada é no verão, principalmente no mês de agosto que os dias são mais quentes e longos. Nos EUA e Canadá, por ser hemisfério norte também, tem características similares.

Já em países do hemisfério sul, como África do Sul, Austrália e Nova Zelândia, o verão é no mesmo período que o Brasil e a temporada também tem características diferentes.

Antiga Arquitetura de Malta - Foto Pexels
Antiga Arquitetura de Malta – Foto Pexels

Para dar dois exemplos de como isso pode ser confuso, se você olhar as paisagens e fotos de Malta, vai ficar super interessado nas praias e belezas naturais. Mas se for fazer um intercâmbio em Janeiro, que é um mês comum para quem quer aproveitas as férias escolares e/ou do trabalho, pode se frustar. Pode encontrar paisagens lindas e até sol, pegar um praia e tomar um banho de mar pode ser meio complicado.

Outro exemplo é a Nova Zelândia, que você olha no mapa e fica imaginando que dezembro ou janeiro será verão e vai poder aproveitar um calorão. Não é bem assim, mesmo no verão várias cidades tem temperaturas bem amenas.

#3 -Você está buscando frio ou calor?

Bom, nos outro dois tópicos eu já vim falando sobre isso, mas vale reforçar. Procure se informar bastante e saiba o que você está procurando. Todos países são legais e seja no calor ou no frio, vão ter seus chames, vantagens e desvantagens. O que é importante é você estar preparado, não se frustar e muito menos ter gastos extras indesejados (ou seja, leva sunga e depois precisa fazer todo um armário de inverno).

#4 – Tipo de curso

Se você for estudar inglês, basicamente pode escolher qualquer momento para começar o seu intercâmbio. Para Graduação, assim como no Brasil tem oportunidades para começar em Fevereiro/Março ou em Agosto/Setembro, sendo a segunda opção mais comum.

03 - Da Praça na Universidade do Texas, a Vista do Capitol de Austin, maior que o de Washington, EUA
a Universidade do Texas, a Vista do Capitol de Austin, maior que o de Washington, EUA

Para outros tipos de cursos vocacionais, é preciso ficar às agendas específicas. Alguns que já pesquisei acontecem apenas em determinados momentos ou temporadas. É preciso apenas estar de olho para não comprar a passagem ou fechar o período da viagem antes de garantir a disponibilidade do curso! 🙂

Concluindo, pesquise bem o melhor período para estudar no exterior

Já vi muita gente frustrada por conta do destino de intercâmbio ou por não ter tido dias bonitos durante sua estadia. Escolher bem o local em que vai estudar no exterior, versus a temporada, pode te render boas economias na hora de comprar a passagem e a estadia, além de garantir uma melhor experiência no seu intercâmbio!

Pronto para estudar no exterior? Preencha o formulário abaixo e fale com diversas agências de intercâmbio de uma só vez!

Homero Carmona

Blogueiro desde 2008, ano em que fez seu primeiro intercâmbio e começou a viajar por aí! Atualmente coleciona mais de 40 países no seu passaporte e sonha conhecer todos os 200 e poucos por este mudão a fora... Seu hobby é fazer com que mais gente viaje, todo dia, cada dia mais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *