Roteiro de Viagem – 4 ou 5 dias no Camboja

A passagem pelos dois principais destinos do Camboja – Siem Reap e Phnom Penh – foi de um total de cinco dias, mas quatro teriam sido suficiente. Os 5 dias que passei lá fizeram parte de um roteiro de 20 dias pelo Sudeste Asiático, veja como foi e quanto custou.

Dia um – Siem Reap (veja fotos), Circuito Pequeno de Angkor

Cheguei em Siem Reap 9 da manhã e ainda deu tempo de fazer o que chamam de Small Circuit, que inclui os dois principais templos Angkor – Angkor Wat e Angkor Thom (que inclui o famoso Bayon). Por fim, vi o pôr do sol no templo Phnom Bakheng. A noite, no cansaço absoluto, fiz uma massagem de 30 min no Pura Vida, US$3. Além de, claro, dar uma volta no mercado noturno. O ingresso para três dias no complexo Angkor custa US$40/pessoa.

 

Templo Bayon (2) no circuito pequeno em Siem Reap, Camboja
Templo Bayon (2) no circuito pequeno em Siem Reap, Camboja

Dia dois – Sol Nascente, Circuito Maior de Angkor

Madruguei e ai as 5:10 para ver o nascer do sol no Angkor Wat. Por volta das 7h, parti para o Prasat Banteay Srei/Ladies Temple – (45 minutos de tuktuk ), que apesar de parecido com o resto, vale a pena. Sai cedo e voltei cedo. Cheguei as 13h e deu tempo então de descansar um pouco e ir visitar o Wat Preah Prom Rath no centro de Siem Reap.

Dia três – Komplong Pluk, Rolous temples e Angkor National Museum

Pela manhã sai com o tuktuk para a Floating Village (Komplong Pluk) – custou US$ 30. Entre traslado e passeio pela cidade nas palafitas, tudo durou quase 4h. Depois, fui ao Roluos temples, que fica a mais 40 minutos da vila flutuante e é um conjunto de pequenos (e os mais antigos) templos da região, vale a visita também. Chegamos de volta ao centro por volta as 15h. Fomos ao Angkor National Museum, bacana, tomou cerca de 1 hora, US$12

Prasat Bakong temple em Siem Reap, Camboja
Prasat Bakong temple em Siem Reap, Camboja

Dia quatro – Rolezinho xoxo pelo centro…

O dia perdido. Poderia ter partido pela manha ou então no próprio dia três a noite. Apenas serviu para dar mais uma volta no centro e conhecer o Palacio e jardim real. A noite voei para Phnom Penh.

– Veja mais detalhes aqui sobre o roteiro em Siem Reap.

Dia cinco – Phnom Penh (veja mais fotos)

Cheguei a Phnom Penh a noite e tive algumas horas por lá no dia seguinte. Fiz: Palacio Real (que inclui a Silver Pagoda) – US$ 6; Museu Nacional do Camboja; Wat Phnom – US$1; Toul Sleng Prison (com guia, e ótimo) – US$3; Cheung Ek Killing Fields – US$3. Tudo feito entre 8h da manhã e chegando ao aeroporto 15:15h e com tuktuk reservado para o dia todo – US$23.

– Veja mais detalhes aqui sobre o roteiro em Phnom Penh.

O jardim da Silver Pagoda em Phnom Penh, Camboja
O jardim da Silver Pagoda em Phnom Penh, Camboja

Conclusão e considerações finais

Quatro dias inteiros é suficiente, principalmente se você for de avião ou conseguir um transporte (ônibus, barco, taxi) que não te faça perder horas de claridade e disponibilidade de museus etc.

O que não fiz e poderia ter feito (mesmo se ficasse apenas 4 dias, como sugiro):

Siem Reap
– No caminho para o Ladies Temple passei pelo Landimine Museum, mas não entrei. Poderia, eu teria tempo para isso.
– Jantar com apresentação das danças Aspara. Achei caro (tourist trap) quando ofereceram de primeira, mas depois li comentários e poderia ter ido.

Phnom Penh (por falta de tempo)
– Mercado Central

Homero Carmona

Blogueiro desde 2008, ano em que fez seu primeiro intercâmbio e começou a viajar por aí! Atualmente coleciona mais de 40 países no seu passaporte e sonha conhecer todos os 200 e poucos por este mudão a fora... Seu hobby é fazer com que mais gente viaje, todo dia, cada dia mais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *